Lizzo está fora do Super Bowl após acusações de assédio, diz jornal

Por - 12/08/23 - Última Atualização: 11 agosto 2023

Lizzo

Acusada de assédio sexual e moral por três dançarinas de sua equipe, a cantora Lizzo foi tirada da lista de shows do Super Bowl, da NFL, que acontecerá no dia 11 de fevereiro de 2024. As informações são do jornal The Daily Mail.

Segundo o veículo, a artista foi cotada para se apresentar no intervalo de um dos eventos esportivos mais famosos do mundo, mas a NFL removeu a proposta após o escândalo. 

“As conversas sobre Lizzo fazer parte das festividades do intervalo ou cantar o Hino Nacional estão mortas agora que ela está cercada de escândalos”, declarou uma fonte do jornal. 

O Super Bowl é a final do campeonato de futebol americano nos Estados Unidos. Durante os quinze minutos do show do intervalo, o evento conta com apresentações de cantores famosos mundialmente. Já participaram de edições anteriores Michael Jackson, Paul McCartney, Prince, Beyoncé, Katy Perry, Lady Gaga, Shakira, Jennifer Lopez, Rihanna e muitos outros.

ENTENDA AS ACUSAÇÕES

Três ex-dançarinas de Lizzo estão processando a cantora, acusando-a de assédio sexual, ambiente de trabalho hostil, discriminação e outras reivindicações. Arianna Davis, Noelle Rodriguez e Crystal Williams afirmaram nos documentos da corte que passaram por várias situações contra sua vontade, somente por medo de sofrerem retaliação e perderem o trabalho.

As mulheres acusam Lizzo de coagi-las a participar de shows nus de cabaré, e outras atividades, e as que não aceitam dançar conforme a música da artista, são demitidas ou ‘castigadas’ como por exemplo, comer bananas da vagina de artistas sexuais em Amsterdã. Mas, se elas concordavam com a ideia de diversão de Lizzo eram recompensadas com luxuosas viagens em jatos particulares para locais tropicais.

Lizzo se pronunciou e negou as acusações. “Estes últimos dias foram muito difíceis e esmagadoramente decepcionantes. Minha ética de trabalho, moral e respeito foram questionados. Meu caráter foi criticado. Normalmente escolho não responder a falsas alegações, mas elas são tão inacreditáveis e ultrajantes demais para não serem abordadas”, afirmou na declaração.

“Essas histórias sensacionalistas vem de ex-funcionários que já admitiram publicamente que foram informadas de que seu comportamento na turnê era inapropriado e não profissional”, revelou.

Em seguida, novas denúncias chegaram e complicaram a imagem de Lizzo. Segundo o site TMZ, mais pessoas estão acusando Lizzo de comportamento sexual impróprio, e os advogados que representam o processo contra a cantora de 35 anos, entre eles Ron Zambrano, confirmaram que estão ‘revisando e examinando novas queixas’ de pelo menos seis pessoas “com histórias semelhantes”.

Uma das novas denúncias está relacionada ao reality show de Lizzo, da Amazon Studios, “Lizzo’s Watch Out for the Big Grrrls”. Zambrano disse em um comunicado, que as três acusadoras originais “falaram corajosamente e compartilharam suas experiências, abrindo a porta para que outras se sintam capacitadas a fazer o mesmo.”

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!