Imprimir

Notícias

18/02/2021 | 10h18m - Publicado por: Juliana Picanço | Foto: Reprodução/Instagram

Após acusações, MC Maylon diz que vai ficar frente a frente com Anderson nos próximos dias

Dançarino ainda afirmou que removerá tatuagem do cantor, que está sendo acusado de estupro

Após acusações, MC Maylon diz que vai ficar frente a frente com Anderson nos próximos dias - Reprodução/Instagram

Mc Maylon, de 21 anos, revelou, em entrevista à Quem, que deve ficar frente a frente com Anderson Leonardo, vocalista do Molejo, na 33ª Delegacia Policial no Rio de Janeiro nos próximos dias. A acareação pode ser parte do inquérito policial que investiga a acusação de estupro feita por Maylon contra Anderson.

 "Tudo indica que será por esses dias", afirmou Maylon, que está revoltado com o depoimento de Anderson e da irmã do pagodeiro, a pedagoga Riane Oliveira, sobre o caso.

 "Eles editaram vídeos meus e disseram que eu estava dançando muito no dia 12 de dezembro, logo após o estupro. Mas eles foram muito sujos porque juntaram dois vídeos diferentes: um do dia 12 de dezembro e outro do dia 30 de janeiro, em que estou com a mesma roupa", recordou.

Filho de Anderson, do Grupo Molejo, sai em defesa do pai
Anderson, do Molejo, confirma sexo com rapaz e nega estupro

Em nota enviada à Quem na última quarta-feira (17), a assessoria da Polícia Civil do Estado do Rio não confirmou se haverá acareação e apenas informou que "o caso está sendo investigado pela 33ª DP (Realengo), que as testemunhas foram ouvidas e os agentes realizam diligências para esclarecer os fatos". 

Procurado por Quem, Ivo Peralta, advogado de Anderson e da irmã, afirmou que todas as alegações de Maylon não procedem e garantiu que o cantor não foi intimado a respeito de nenhuma acareação com o jovem. 

Acusado de estupro, Anderson, do Molejo, afirma que provará sua inocência

"A acareação só ocorrerá se o delegado tiver dúvidas a respeito da acusação de estupro. Me parece que as provas são suficientemente precisas para indiciar o Maylon pelo crime de denunciação caluniosa. Esse rapaz está se enrolando cada vez mais. Temos outras testemunhas que asseguram que ele estava lá [dançando no vídeo] no dia 12 de dezembro. Protocolizarei um dossiê com todas as datas e outras provas serão apresentadas à polícia", afirmou o profissional.

Indignado

De acordo com a entrevista dada por Maylon à Quem, Anderson e a irmã fizeram uma edição nos vídeos que foram apresentados como provas contra ele à polícia. 

"Falaram que eu estava sambando muito no Barra Music. Só que eu não estava sambando no Barra Music, era outro lugar. Aparece um muro de telha preta ao fundo, não era o Barra Music. No dia 12, estava com a irmã dele, que alugou um camarote e um dos caras furou. Mais uma vez, fui ajudar a família. Estava na festa do meu sobrinho em Jacarepaguá e ela me ligou e falou: 'tem como vir? O cara furou comigo'. E fui para lá cheio de dor, fiquei sentado no camarote o tempo todo. Estávamos afastados e ela ficava para mim: 'vamos fazer vídeo, você está tão diferente hoje'. Olhava para ela e só lembrava da cena do motel. Por eu ter ido com a mesma roupa no dia 12 de dezembro e no dia 30 de janeiro, eles juntaram os vídeos. Ela é irmã dele, é lógico que vai defender o estuprador", argumentou.

Maylon ainda confessou ter ficado indignado ao saber que Riane teria dito à polícia que ele seria apaixonado por ela e teria até tentado beijá-la uma vez, mas que foi "repelido". 

"Sou gay! Como é que vou gostar de mulher? Deus que me livre. Ela surtou! Nunca falei que eu amava o irmão dela nem que tínhamos um caso porque tinha o Anderson como um pai e padrinho. Isso tudo é mentira dela, ela está inventando. Nunca falei que era virgem para ela. Nunca falei sobre os meus relacionamentos também. Mas ela quer biscoito. É rainha de bateria de uma escola de samba que nem conheço e está querendo aparecer", afirmou.

Maylon disse que, se quisesse aparecer ou ganhar fama, inventaria que tinha um caso com o vocalista do Molejo e diria que eles iriam se casar. "Estou falando de um estupro. O Anderson está tentando tirar o foco da besteira que fez. Achei absurdo - e a classe LGBTQIA+ também - quando ele falou que gostava de pessoas. Por que ele não assume que é bissexual? Ele se contradiz muito, o tempo inteiro. Ele tem que aprender a ser homem. É um velho de 48 anos, tem que honrar o cavaco que toca, a cueca que veste. Um cara velho, que já é avô, tem uma filha de nove meses. Ele tinha que rever tudo o que fez", criticou.

O cantor e dançarino garantiu, ainda, que não quer o dinheiro de Anderson. "Só quero que ele vá para a cadeia. E quero mostrar meu caráter e minha dignidade. Ele não tem dinheiro, faz show em barzinho para ganhar 4 mil reais. Irei a dois proctologistas para ter dois laudos que comprovam que eu era virgem. A máscara dele vai cair. Nunca senti atração por ele", disse, acrescentando que irá apagar a tatuagem que fez com o rosto de Anderson em seu antebraço. "Segunda que vem começo a remoção da tatuagem. Só quero tirar a cara desse estuprador do meu antebraço".

Maylon explicou também por que não reagiu quando foi supostamente abusado pelo cantor.

 "Como ia fazer isso com um cara que eu chamava de pai, que me dava beijo na testa? Meu nervo travou na hora. Era um cara que me defendia. Mas por eu ser um gay afeminado, sem estudo, existe o preconceito... Se eu fosse uma mulher, uma trans, seria diferente. Não estou tendo vida. Chego em um posto de gasolina e as pessoas pedem foto para debochar de mim. Dizem assim: 'quero fazer foto com a mulher do Molejão!'", contou, emocionado.

O cantor e dançarino voltou a falar sobre sua virgindade. "Era meu sonho me casar virgem, com vestido de noiva. Acabando essa investigação e eu ganhando e provando que ele me estuprou, vou fazer uma big festa e vou casar de vestido de noiva. Vai simbolizar que estarei casando de vez com a minha carreira", acrescentou.

Anderson, do Molejo, processará MC Maylon por acusação de estupro

Ao final do ano passado, Anderson Leonardo foi acusado de ter estuprado o dançarino MC Maylon, de 21 anos, e vêm afirmando nos últimos dias que provará sua inocência quanto ao caso.

Em entrevista para a revista Quem, Ivo Peralta, advogado do artista, afirmou que o próprio tomará medidas judiciais cabíveis contra as denúncias de Maylon, acusando as de “levianas e inverídicas”.

“Inicialmente, estamos buscando esclarecer junto às autoridades policiais todas as provas e depoimentos necessários para mostrar que não houve crime de estupro [por parte do cantor]. Em seguida, também pretendemos adotar medidas cabíveis para que a suposta vítima venha indenizar o Anderson pelos danos causados”, explicou Ivo.

“O rapaz precisará responder tanto civil quanto criminalmente por calúnia e difamação. Vamos adotar medidas judiciais na esfera cível pela informação inverídica”, garantiu o advogado.

“Ele está tendo prejuízos excessivos com contratantes, que estão cancelando shows. Isso tem interferido no ganha-pão de cada um que trabalha com o grupo Molejo. São mais de 30 famílias que dependem dos shows e estão sendo prejudicadas por causa de uma mentira”.

“Nós estamos produzindo um dossiê que vai ser peticionado com datas, fotos e muitas provas que mostram a inverdade do rapaz. No dia 12 de dezembro, por exemplo, a suposta vítima estava com a irmã do Anderson em uma festa, se divertindo, menos de 24 horas depois do suposto estupro, como se nada tivesse acontecido. Ou seja, é uma história muito fantasiosa”, concluiu Ivo Peralta.

Lembrando que Anderson confirmou ter havido relações sexuais com o cantor e dançarino, mas disse que nunca chegou a ser estupro.

Filho de Anderson, do Grupo Molejo, sai em defesa do pai
BBB21, Declínio de Karol Conká, desejo de expulsão de Nego Di e rejeição a Fiuk marcam a semana

Defesa de MC Maylon

Vale ressaltar que a revista Quem também procurou a defesa de MC Maylon, com a advogada dele, Fêh Oliveira, comentando sobre a defesa do acusado.

“Isso é mais uma tentativa de intimidação da vítima. A denúncia foi aceita pela polícia civil e está sendo seriamente investigada. O delegado responsável pelas investigações elogiou os depoimentos do Maicon e estamos aguardando as provas periciais para dar continuidade ao caso”, explicou ela.

"Essa postura da defesa demonstra má-fé porque sequer aguarda a conclusão do inquérito policial para ameaçar uma vítima de não exercer o seu direito de representação. Essa postura debochada e homofóbica dele nas lives é uma estratégia para desvirtuar os fatos que realmente importam, quais sejam a relação sexual sem consentimento".

"Ele está usando a assessoria e os advogados para tentar limpar a imagem dele, mas vale lembrar que no primeiro comunicado dele à imprensa, ele negou tudo. Estamos discutindo um estupro de um jovem homossexual virgem”, completou Fê Oliveira.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico