Imprimir

Notícias

07/04/2021 | 05h00m - Publicado por: Rita García | Foto: Reprodução/Instagram

Benedict Cumberbatch acha que foi o 'paciente zero' da Covid

O ator relembra que esteve mal em 2019

Benedict Cumberbatch acha que foi o 'paciente zero' da Covid - Reprodução/Instagram

Benedict Cumberbatch está analisando melhor a misteriosa doença que quase o incapacitou em 2019. Depois de ter os sintomas, o ator foi uma das primeiras pessoas a contrair a Covid-19. 

Em conversa no fim de semana com o jornal The Independent, o ator de 44 anos relembra que esteve muito doente no final de 2019, e agora cogita a possibilidade dele ter sido, possivelmente, o 'paciente zero' do coronavírus. 

"Eu fiquei inacreditavelmente doente. Até surgir toda essa coisa da Covid no começo do ano", disse, acrescentando que ficou preocupado por ter contribuído com o surto. 

"Eu fiquei pensando, 'Meu Deus, e se eu fui o paciente zero'", disse. 

O ator britânico tinha ido para a África do Sul no final de 2019 para as gravações de seu novo filme, The Mauritanian, quando foi atingido pela misteriosa doença. 

"Eu fiquei muito doente - quase uma pneumonia", ele descreveu, dizendo que continuou gravando mesmo doente, e 'vomitando entre as cenas'. 

Para Cumberbatch, está claro que o que ele teve foi a Covid-19. 

 

Trabalhando doente

 

Benedict Cumberbatch disse que, apesar da doença, trabalhar em The Mauritanian abriu seus olhos sobre Guantanamo Bay, a prisão militar americana perto de Cuba que foi estabelecida após os ataques de 11 de setembro para prender os suspeitos de terrorismo. 

Depois de gravar o filme, que é baseado no livro de memórias Guantánamo Diary, do antigo detento Mohamedou Ould Slahi, Cumberbatch disse que ele se juntou aos esforços para fechar o centro de detenção. 

The Mauritanian estreou nos cinemas em fevereiro, mas também está disponível em plataformas digitais.







Instagram

Instagram

OFuxico