Imprimir

Notícias

03/05/2021 | 16h44m - Publicado por: Rita García | Foto: Reprodução/Instagram @clarencehouse

Príncipe Charles quer reunião decisiva com Harry

O futuro rei da Inglaterra quer saber se contará com o apoio do filho quando chegar a hora de herdar o trono

Príncipe Charles quer reunião decisiva com Harry - Reprodução/Instagram @clarencehouse

O príncipe Charles quer se reunir com  o Príncipe Harry quando o filho voltar ao Reino Unido para a inauguração da estátua da mãe, a falecida Princesa Diana em julho.

Embora ele e o Duque de Sussex tiveram uma rápida conversa durante sua estadia na Inglaterra para o funeral do avô, o Príncipe Philip, os conselheiros reais apontaram que uma nova reunião deveria ser programada no futuro e não ser discutida naquele momento tão difícil para a família.

Segundo a especialista sobre assuntos da realeza, Caroline Davies, Charles é um homem prático e quer colocar esclarecer toda a situação com o filho.

"Obviamente ele fará o que é melhor para a sua família. Harry é seu filho e por motivos sentimentais ele não vai deixá-lo na mão, mas vai querer saber de todas as intenções futuras dele", acredita Davies.

A biógrafa também afirmou que é improvável que Príncipe William também participe dessa reunião, tampouco a Rainha Elizabeth II.

"Será uma conversa entre pai e filho, e entre o futuro rei da Inglaterra e seu herdeiro.  As coisas podem se tornar um pouco mais sentimentais, mas com certeza Charles vai querer saber se contará com Harry na hora que ele se tornar rei", afirma.

Apesar dessa reunião estar programada supostamente para final de junho, quando Harry chegar ao Reino Unido outra vez. Há quem acredita que o Príncipe pode não estar presente na inauguração da estátua da mãe no Palácio de Kensington, devido aos problemas que ainda enfrenta com o irmão William.

Novos compromissos reais

Segundo a imprensa internacional, espera-se que a Rainha Elizabeth II entregue o papel de seu falecido esposo, o Príncipe Philip, ao seu filho, o Príncipe Charles em seus próximos compromissos reais. Segundo o jornal The Sun, o Príncipe de Gales assumirá o papel tradicional do Duque de Edimburgo como consorte real, ao lado de sua mãe durante a Abertura Estatal do Parlamento, evento anual realizado em maio no Reino Unido, que marca o início das sessões do parlamento inglês.

O falecido membro da realeza, que morreu aos 99 anos no começo deste mês, deu um passo atrás em seus deveres reais após sua aposentadoria em 2016, por isso não será a primeira vez que Charles acompanhará sua mãe à inauguração do Parlamento.

Uma fonte informou ao The Sun que agora que o duque morreu, espera-se que Charles assuma um papel mais importante e ativo ao lado da mãe, como uma preparação para quando ele chegar ao trono.

"É um sinal claro de que a Rainha não quer que a coroa pule uma geração e que o Príncipe Charles começará a assumir um papel ainda mais importante na vida real", disse a fonte.

"Será uma prova visível de apoio à Rainha por parte dos membros sênior da família em eventos futuros, e abertura do Parlamento não é exceção", acrescentaram.

 A fonte esclareceu que, se realmente a rainha quisesse ver o neto William tornar-se rei, o duque de Cambridge assumiria esses novos compromissos, mas não é assim. Será Charles quem assumirá ao lado da mãe.







Instagram

Instagram

OFuxico