Fundação Michael J. Fox processa laboratório de pesquisa

Por - 08/10/14 às 15:23

Getty Images

A Fundação Michael J Fox para combater o Mal de Parkinson entrou com uma ação contra o Instituto Coriell para uma pesquisa médica na última sexta-feira (3), alegando negligência por parte do laboratório em relação a 25 mil amostras de estudo, o que causou o desperdício de anos de progresso na pesquisa sobre a doença.

A ação judicial, por quebra de contrato e negligência, alega que a clínica de Nova Jersey, Estados Unidos, falhou em armazenar adequadamente as amostras, arruinadas depois que um funcionário esqueceu as portas de um congelador abertas. A fundação do ex-astro de Hollywood afirma que, com o degelo, o material está impróprio para testes e estudos.

A organização sem fins lucrativos alega no processo que mais de US$ 3.5 milhões (R$ 8,5 milhões) em materiais foram perdidos, assim como cinco anos de pesquisas sobre o Mal de Parkinson.

Michael J Fox, diagnosticado com Mal de Parkinson em 1991 aos 30 anos de idade, chegou a dizer que a doença deu sentido à sua vida, pois ela o faz apreciar e dar valor ao que realmente importa.

"Se eu não tivesse Parkinson, minha vida teria sido uma mesmice sem sentido, sempre atuando, viajando e passando muito tempo longe da minha família. A doença me forçou a ficar mais com minha família, me motivou a estabelecer a fundação e, graças a tudo isso, minha vida hoje é muito mais rica. O Mal de Parkinson mudou minha realidade de uma forma muito positiva", afirmou.

Ator fala que suicídio de Robin Williams foi provocado por remédio do mal de Parkinson
Michael J. Fox ficou abalado ao saber que Robin Williams também sofria do Mal de Parkinson
Michael J. Fox perde seriado na NBC
Michael J. Fox lembra ter perdido trabalho para Matthew Broderick
Michael J. Fox não quer se lamentar por ter o mal de Parkinson


×