Giovanna Ewbank posa de lingerie e ganha elogios no Instagram

Por - 08/10/19 às 08:33

Reprodução/Instagram

Na noite da última segunda-feira (7), Giovanna Ewbank movimentou suas redes sociais com uma foto bem ousada. Na imagem, ela aparece com uma lingerie rosa, exibindo sua boa forma, e faz um post publicitário para a marca Hope.

Nos comentários, obviamente, ela ganhou muitos elogios. “Musa das musas”, “Não basta roubar a beleza do mundo, tem que roubar meu coração também”, “Não sei o que é mais perfeito, você ou a coleção” foram alguns deles.

Vale lembrar que, neste ano, a família de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso aumentou. Depois de adotarem Titi, em 2016, em julho deste ano, o casal anunciou a chegada de Bless, que também é do Malawi, assim como sua irmã.

Em uma recente palestra, Giovanna Ewbank ainda abriu o jogo para falar sobre sua decisão de não ter filhos biológicos.

"Eu não sou estéril. E essa dúvida veio somente sobre mim, que sou mulher, e não sobre o meu marido, que é homem. A sociedade nega que uma mulher não queira ter filhos biológicos. Uma mulher que não quer explodir vida em sua barriga. E acreditem, existem muitas maneiras de explodir vida na gente. Tudo na minha vida mudou desde que eu vi a Titi, Chissomo. Eu me lembro até hoje da sensação, desse engasgo na garganta, do meu corpo trêmulo e eu pensando: "Meu deus o que é isso que eu to sentindo? Que sentimento é esse?" Eu encontrei a minha filha e minha filha me encontrou, a única certeza que eu tinha é que eu queria protegê-la e amá-la pro resto da minha vida. E eu sabia que ela era a minha filha, eu sentia. Eu sei, ela é a minha filha", disse, muito emocionada.

Com a voz embargada, Giovanna citou alguns questionamentos aos quais ela e o marido sempre são colocados à prova.

"E o filho de vocês? Vem quando?', 'Ela é tão linda, ela tem mãe?'.  Eu sou a mãe dela! A adoção assim como a gestação é muito transformadora. Muitas pessoas não entendem isso, acham que adoção é um ato de caridade e não é. A sociedade precisa entender que a adoção é sim sinônimo de maternidade. Eu costumo dizer que a minha barriga mudou de lugar e que o meu parto veio antes da gravidez. Minha gestação durou um ano e meio mais ou menos e foi de muita dor e muita angústia. Diferente de uma gravidez comum eu já conhecia a minha filha, já sabia que ela gostava de manga, que ela tinha medo de passarinho, que ela era muito linda e tinha um olhar curioso. E que ela queria sair daquele lugar para descobrir o mundo comigo. E são nesses momentos que vejo que a maternidade nasce de outro lugar, nasce de um amor profundo e intenso e que de repente sopra no seu ouvi: Ei, você já é mãe. Eu já sou mãe. Uma mãe como qualquer uma, que ama, protege, educa, ensina, e que tem muito medo também. A minha relação com os meus filhos sempre vai ser pautada nessas três palavras: transparência, sinceridade e amor".

Vem ver detalhe do vestido de noiva da Thaila Ayala
Irmão de Giovanna Ewbank protagoniza momento fofo com sobrinhos. Veja!
Bruna Marquezine desconversa sobre affair com irmão de Giovanna Ewbank
Bruna Marquezine e irmão de Gio Ewbank beijam muito no Rock in Rio. Veja!
Emocionada, Giovanna Ewbank desabafa sobre adoção


×