Notícias às 09:52

André Marques rasga elogios a Gleici: ‘Me encantei ainda mais’

gleici-damasceno-e-andre-marques-após-eliminação-no-limite

Reprodução/Instagram

Gleici Damasceno foi a sexta eliminada de “No Limite” depois de uma votação acirradíssima entre a tribo Calango. Ao perderem a prova de imunidade, a acreana rodou e foi a mais votada entre os participantes. No entanto, apesar de ter se surpreendido com o voto de Carol Peixinho, a campeã do BBB18 recebeu muito carinho fora do programa, principalmente do apresentador, André Marques, que teceu elogios a ela.

No Instagram, o ator compartilhou uma série de registros ao lado da ex-sister durante a entrevista após a eliminação e a parabenizou pela trajetória no reality de sobrevivência.

“Gleici, você é SINISTRA!!! Já gostava de você do BBB, me encantei ainda mais! Pequena grande mulher guerreira! Obrigado por topar nosso desafio! O mundo é seu! Beijão e muito obrigado”, elogiou ele.

Nos comentários, amigos e seguidores também rasgaram elogios a Gleici. “Pequena gigante”, elogiou Angélica Ramos. “Guerreira demais”, comentou Kaysar. “A melhor, a mais linda, a com o melhor caráter e de coração mais lindo”, disparou mais um.

No Limite: Gleici diz não entender voto de Carol que a tirou do jogo


Gleici Damasceno
foi a sexta eliminada de “No Limite”, no programa exibido na última terça-feira (15). Assim que acabou a transmissão pela TV Globo, a acreana conversou com Ana Clara, no “Bate Papo No Limite”, transmitido pelo Globoplay.

E logo de início ela contou como foi assistir ao episódio que determinou sua eliminação do reality show.

“Foi bem tenso, fui muito mal nas provas, acho que merecia ser eliminada. Essas duas últimas provas eu até fiquei pensando: ‘Porque não fui eliminada em uma prova que fui muito bem?’. Eu meio que era alvo nos portais, mas coincidiu de eu ser eliminada em um dia que fui mal nas provas”, contou.

Confira os principais momentos da conversa.

Voto de Carol Peixinho

“Fico até hoje tentando entender esse voto. A gente já se resolveu aqui fora. A gente conversou. Isso não define ela. Nenhuma pessoa é definida por uma participação em reality show, mas fico pensando: ‘Porque?’. Depois entendi que ela tinha conversado com a Jéssica e meio que combinado. Hoje que eu fui entender.”

“Vocês eram até próximas”, questionou Ana Clara.

“Amiga a gente era, tipo eu e você”, respondeu ela, lembrando a amizade que tem com a apresentadora, desde que se conheceram no “BBB18

“Calma, é o que? Você morou 3 meses…”, brincou Ana.

“Tô brincando. Claro que não. Mas era uma relação que a gente tinha muito forte, de verdade. No último dia a gente ficou mais distante, mas o jogo inteiro a gente ficou bem próximo. Eu achei que a gente tinha uma aliança. Isso é o que eu acreditava, não era que estava na cabeça dela”, lembrou Gleici.

Nota de 1 a 10 de quanto gostou de participar do programa

“10. Foi uma experiência muito importante na minha vida. Achei que foi muito mais uma questão pessoal, de saber minha força, de entender isso. Como eu falei na entrevista: antes de eu entrar, muitas pessoas falavam que eu não ia aguentar, que ia pedir pra sair… Eu sabia que eu podia ir além. Mesmo ficando um pouco em dúvidas, por opiniões externas, entrei e vi que realmente eu tenho que acreditar mais em mim. Eu vejo as pessoas falando: ‘Ela tem uma carinha assim, ela é meio assim…’. Isso não me define.”

Como foi o convite?

“Eu me ofereci. Falei lá: ‘Cara, me chama que eu vou’. Quando apareceu o convite eu falei: ‘Nossa, não acredito!’. Fiquei bem surpresa, mas ao mesmo tempo feliz que alguém acreditou ali que eu era capaz de encarar esse desafio e foi muito importante para mim. Fiquei emocionada, fiquei feliz…”

Participaria da prova da comida?

“Estava doida para participar dessa prova. Não tenho frescura. Talvez se tivesse um cheiro muito forte…”

“Tu não tem frescura? Como assim, ela quer que eu minta”, brincou Ana Clara.

“Ana, esquece que você me conhece… Mas com cheiro eu tenho. Estava tão entregue ao jogo que eu comeria sem nenhum problema. Estava com meu psicológico muito assim: ‘Se vier uma prova de comida eu vou comer’.”

Sua personalidade forte a prejudicou?

“Eu acho que sim. Acho que se tivesse ficado mais calada… Sempre que chegava de uma prova, eu queria dar meu feedback, o que eu tinha pensado quando a gente perdia. Mesmo quando a gente ganhava e eu via que a gente poderia melhorar alguma coisa, eu tentava falar com as pessoas. E acabou que tinha esses atritos por conta disso. Nem foi nada pessoal, ou nada ligado a qualquer outro tema, mas questões de prova, de jogo.”

Comer cacto

“Não sei se você lembra que você fazia chuchu a noite lá no programa?”, disse ela, lembrando mais uma vez a participação das duas no “Big Brother”.

“Tive que convencer você a comer chuchu com ovo. E você vem comer aquele cacto. Se você vem dizer que comeu aquele cacto feliz, você está mentindo”, afirmou Ana Clara.

Kaysar deu na maior boa vontade. Todo mundo comeu, mas tinha gosto de chuchu mesmo. Não era uma coisa que me dava prazer em comer. Teve um dia que a gente tinha só 4 sardinhas e daí foi o dia que eu disse: ‘Ou como isso daqui ou fico com fome’. Mas a fome não me pegava lá. Comi o cacto só pelo nosso ritual, para não colocarem a culpa em mim.”

Provas desse episódio

Ela primeiro falou sobre a Prova do Privilégio.

“Estava com muita vontade de guiar. A gente errava muito na estratégia. Por exemplo: na prova que o Kaysar abriu os cadeados… eu tinha que ter ido. Ou eu ou uma das meninas que tem a mão mais leve ali. E nessa prova, poderia ter ido outra pessoa. Tanto que fiquei meio assim: será que vou? Fiquei meio insegura ali na hora. A gente tinha que decidir muito rápido.

Já na Prova da Imunidade ela se culpou pelos arremessos errados.

“Não conseguia jogar o coco. Não tinha nada que eu fizesse… eu não conseguia. Foi bem frustrante pra mim. Não queria nem assistir. E não tinha o que fazer, eu tinha que jogar. E também estava chovendo e tava liso o coco. No fim eu não sei se teria um jeito de jogar. Só se fizer uma prova aqui em casa e ficar testando. O André mandou muito bem nessa prova. Ele jogou praticamente sozinho. Peixinho também não acertou nenhum coco. Eu assumi ali: fui inútil nessa prova. Não fui ruim em nenhuma prova. Dei o meu máximo em todas as provas, mas nessa eu não consegui.”

Conversa com Carol Peixinho sobre aliança na votação

“Seria muito difícil convencer ela lá. Tanto que quando cheguei no Portal, eu falei que achava que seria eliminada. Tinha quase certeza de que seria eliminada e ela não ia mudar o voto dela. Ela chegou a abrir pra mim. Se ela abriu que ia votar em mim, se mudasse ficaria estranho pra ela. Até o último momento ficou aquela pontinha de esperança, mas aí não rolou. No fundo eu criei uma expectativa que ela fosse votar na Jessica.”

Briga com Angélica

“A gente se dá muito bem aqui fora. A gente se encontrou e conversou. Falei pra ela que na prova da corda eu fui injusta. Quando eu saí e vi a prova, vi que a Angélica estava puxando a corda e que ninguém na Calango falou. Ela fala demais, realmente e eu falo demais também. Eu falo demais e não me deixo afetar por isso como coisa ruim.”

Briga com André

“Sempre achei que o André ficava meio desconfiado comigo. Acabava que eu sentia as vezes uma indiretinha, eu poderia relevar e não relevava. Ele ficou repetindo isso do coco. Talvez, ele não tivesse visto que eu fiz isso. Tentei jogar o coco do jeito que ele falou. Acho o André um ótimo jogador. Da nossa tribo ele é um dos melhores. Ele falou que se o Bil estivesse lá seria diferente. Fiquei incomodada. É como se você estivesse desmerecendo os outros jogadores. E quem garante que o Bil tivesse feito. Ninguém garante.”

Viu Jéssica reclamando que era excluída na tribo

“A Jéssica e eu, a gente manteve a mesma relação do Big Brother. O meu voto na Jéssica sempre foi por defesa, porque a gente se dava muito bem na tribo. Inclusive ela chegou pra mim, na primeira semana e falou: ‘No Big Brother eu e a Gleici não ficamos tão próximas, mas aqui quem sabe a gente não vire grandes amigas’. Falei: ‘Vamos tentar, quem sabe’. Aí no primeiro portal ela vota em mim!”

No reality tem espaço para relacionamentos?

“Não existe espaço no No Limite para relacionamentos. Não tem condição nenhuma. Não tem uma escova de dente. Imagina o cheirinho que fica todo mundo lá. Eu estava muito focada no jogo. Ele também estava. A gente ficava na brincadeira lá.”

“E aqui fora?”, insistiu a amiga sobre um possível namoro com Kaysar.

“A gente se aproximou bastante e só isso. A gente está numa relação bem boa”, respondeu.

“Só isso?”, forçou Ana, querendo uma resposta mais profunda.

“Te conto no WhatsApp”, disse Gleici com sorriso sem graça.

Chegou no seu limite?

“Não cheguei no meu limite. O meu limite seria mais uma noite de frio daquelas. Não sei se chegaria de fato no meu limite em 26 dias. Só se seu passasse muita fome. Foi muito triste eu sair naquele portal. Não queria ter saído. Saber que eu poderia ter ido mais longe.”

Para quem fica a torcida?

“Fica para Elana e Kaysar.”

Antes de encerrar, Ana Clara voltou a brincar com a amiga sobre um possível envolvimento do Kaysar.

“Manda um beijo pro seu namorado novo… Tô brincando…Ela é minha amiga e eu posso brincar assim”, finalizou a apresentadora.