Notícias às 13:00

Por onde anda: Jesuela Moro, a Júlia de A Vida da Gente?

TV Globo/Divulgação/Montagem

Basta Jesuela Moro entrar em cena no folhetim "A Vida da Gente", obra escrita pela dramaturga Lícia Manzo, para as poucas – e ótimas recordações – reativarem a memória da atriz.

“Estou acompanhando sim, é nostálgico. Revendo a novela, vou relembrando alguns detalhes", iniciou ela, em entrevista a reportagem de OFuxico.

À época, em 2011, a menina tinha apenas seis anos quando interpretou a sensível Júlia, filha dos protagonistas da história: Ana [Fernanda Vasconcellos] e Rodrigo [Rafael Cardoso].

“Com a Fernanda tive contato somente nos bastidores, mas tínhamos uma relação de carinho. Com a Marjorie [Estiano] e o Rafael tive mais proximidade, saímos algumas vezes, algo bem bacana. Na atualidade tenho contato somente com a Pietra Pan e Mari Bridi [esposa de Cardoso]”, revelou.

Pausa no sonho de encenar

O tempo passou, a criança cresceu! E hoje, aos 16 anos, tornou-se uma adolescente focada e cheia de planos para retornar à teledramaturgia – após um hiato de nove anos, desde seu último trabalho, na novela “Guerra dos Sexos”, conforme contou durante o bate-papo.  

“Tudo envolve oportunidades. No final de julho irei ao Rio de Janeiro fazer uma websérie com supervisão da [diretora] Cininha de Paula. Voltei ao meio artístico ano passado. Se tiver uma chance de voltar à TV, com certeza irei. É o que eu amo”, frisou, esperançosa.

A jovem vem se capacitando cada vez mais, no ofício que se destacou na infância.  

“Estou estudando teatro, fiz peça ano passado. Mais pra frente pretendo fazer artes cênicas e quem sabe, realizar outro sonho: Medicina, me especializar em cirurgia plástica. Porém, meu plano principal no momento é o mundo artístico mesmo”, ressaltou.

A artista explicou o motivo de não ter conseguido se manter na carreira. 

“Eu sou natural do Paraná e na época das [duas] novelas tive que me mudar para o Rio. Devido à rotina intensa, deixei meus irmãos em minha cidade natal, foi muito difícil lidar. Hoje, mais madura, saberia encarar de outra forma”, confessou.  

Por trás das câmeras

Jesuela destacou ainda, uma curiosidade durante as gravações da trama.

“Nas minhas primeiras cenas com a Ana Beatriz Nogueira [sua avó Eva na ficção], eu morria de medo dela (risos). Ela é uma ótima atriz e me passava tanta verdade, que eu tinha medo. Porém, logo depois da primeira cena, conversamos e criamos uma relação de carinho também”, concluiu a intérprete da fofíssima Júlia Fonseca, que por sua atuação, faturou dois importantes prêmios: Melhores do Ano [Domingão do Faustão] e Prêmio Contigo! de TV.