Klara Castanho comenta post sobre personagem vítima de abuso sexual

Por - 03/07/22

klara castanho posando em seu quarto

Nos últimos dias, o Brasil acompanhou o caso de Klara Castanho, sobre ter doado legalmente um filho fruto de um estupro, recebendo muito carinho e apoio de famosos e fãs nas redes sociais.

Um dos apoios foi da produtora audiovisual Zola Filmes, responsável pela série “Bom Dia, Verônica”, cujo a atriz integra o elenco da segunda temporada, e viverá uma personagem vítima de abuso sexual.

“Klara Castanho estamos ao seu lado! Seu talento, carisma e profissionalismo encantaram a todos no set da segunda temporada de “Bom dia, Verônica”. Uma atriz genuína, uma pessoa doce e inteligente que só inspira amor e respeito. Saiba que a Zola filmes está com você na luta contra toda forma de violência e abuso”, escreveu a Zola Filmes na postagem em apoio à artista.

Leia+: Exclusivo: trechos do processo movido contra o hospital do caso Klara Castanho

“Nenhuma mulher deveria ser obrigada a expor uma violência que passou. Lamentamos muitíssimo por todo horror e sofrimento que lhe causaram. Todo nosso repúdio a quem expõe e tripudia da dor do outro. Basta de desrespeito à vida das mulheres! Klara receba nosso amor e respeito”, concluiu o texto.

Klara Castanho agradeceu o carinho na seção de comentários da publicação, e afirmou que espera mudanças efetivas com a sua personagem: “Que nossa Ângela traga ventos de mudanças. É só o que eu desejo agora. Obrigada pelo cuidado de vocês”.

Klara Castanho agradecendo apoio da Zola Filmes no Instagram
Klara Castanho agradeceu apoio da Zola Filmes (Foto: Reprodução/Instagram @zolafilmes)

RELEMBRANDO CASO DE MARI FERRER

O famoso caso de Mari Ferrer voltou a ser pauta nas redes sociais nesses últimos dias após a revelação de Klara Castanho. Mari acusou em 2020 o empresário André de Camargo Aranho de estupro de vulnerável.

Leia+: Leo Dias deixa o Brasil após polêmica envolvendo Klara Castanho

Na época, Mari disse que Aranha teria a dopado e estuprado em uma festa de 2018, quando ela tinha 21 anos e dizia ser virgem. Após o julgamento, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) absolveu o empresário com a justificativa de que não havia provas os suficientes.

Alguns internautas usaram a história de Mari para criticar a atual situação do Brasil, em que muitos estupradores saem impunes.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!

Tags:

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.