Globo inicia demissões após comunicado sobre cortes na emissora

Por - 04/04/23

Repórteres foram desligados da TV Globo nesta semana

No último dia 1º de abril, a Globo enviou um comunicado que assustou seus funcionários. Isso porque nele havia informes que a emissora “poderia fazer vários cortes” ao decorrer das próximas semanas, dando mais ênfase em salários “acima da média”.

E parece que os cortes não demoraram muito para acontecer. Nesta terça-feira (4), os repórteres da emissora no Rio de Janeiro, Eduardo Tchao, Monica Sanches, Luciana Osório foram desligados da empresa, após anos de serviços prestados.

Leia+: Manoel Soares não aparece no ‘Encontro’ e web detona Patrícia Poeta: ‘Cínica!’

O OFuxico tentou contato com os repórteres e com a emissora sobre o assunto, e apenas Eduardo Tchao se manifestou nas redes sociais até o momento.

“Minha última aparição, minha ultima narração numa reportagem da TV Globo. Foram 37 anos trabalhando nas Organizações Globo. Nessa ultima matéria uma característica sempre presente durante toda minha carreira – 27 anos só na Tv- sempre produzi minhas histórias. “Sempre gostei de ter fontes, de conversar, de frequentar gabinetes, delegacias e restaurantes atrás de um ‘furo jornalístico”. Trabalhei na pandemia e até recentemente dentro de um CTI Ganhei prêmios – Esso de jornalismo esportivo foi um deles – e conheci o mundo… obrigado a todos que contribuíram pra tornar esse sonho uma realidade. Na conversa de hoje que tive com o diretor de jornalismo Ali Kamel fiz questão de dizer que saio sem mágoas. Entendo a mudança de estratégia da emissora. Quer economizar. O que fazer? Me emocionei com algumas ligações de amigos da redação – Pedro Bassan foi um deles. Mas a vida segue. Existe vida fora da Tv Globo. Detalhe: hoje foi mais uma reportagem exclusiva feita em parceria com o Felipe Freire. Obrigado Peter e Bonacchi! Vcs moram no meu coração”, disse.

A TV Globo também entrou em contato com o OFuxico e mandou uma comunicado sobre os desligamentos.

“A Globo, assim como as demais empresas de referência do mercado, tem um compromisso permanente com a busca de eficiência e evolução. Seus resultados refletem a boa performance do conjunto das suas operações e uma constante avaliação do cenário econômico do país e dos negócios. Como parte do processo de transformação pela qual vem passando nos últimos anos e alinhada à sua estratégia, a empresa mantém a disciplina de custos e investimentos em iniciativas importantes de crescimento”

Assim que houver algum contato com os outros envolvidos, a nota será prontamente atualizada.

Há informações de que, além da área do jornalismo, diversas outras áreas também foram afetadas, como entretenimento e engenharia, e os desligamentos não devem parar por aí.

Na última semana, em comunicado enviado pela TV Globo, a emissora informou os funcionários sobre os lucros da empresa no ano de 2022 e, apesar da Globo ter tido mais lucro que em 2021, a empresa também teve mais gastos e ficou no prejuízo.

Leia+: Patrícia Poeta e Manoel Soares protagonizam ‘climão’ no Encontro. Veja o vídeo!

“No acumulado do último ano, a receita líquida aumentou 5% (R$ 739 milhões) em relação a 2021, totalizando R$ 15,2 bilhões”, dizia, acrescentando que isso foi impulsionado pelo sucesso da novela “Pantanal”, o “BBB22”, a “Copa do Mundo do Catar” e o Rock in Rio.

No entanto, a emissora teve uma redução de R$ 41 milhões na receita de conteúdo, devido a uma queda de assinaturas em canais lineares e a venda da Som Livre.

O comunicado ainda revela que os altos custos da aquisição dos direitos da Copa do Mundo 2022 fizeram com que a empresa tivesse um prejuízo de R$ 41 milhões, algo que impactou diretamente para que “ajustes” fossem feitos.

O site TV Pop, na última semana, teve acesso a um comunicado do Sindicato de Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro, onde informava sobre um reunião com o gerente de RH da TV Globo, Edmundo Lopes, justamente sobre possíveis demissões que aconteceriam na empresa.

“A empresa passa por um processo de ajuste e, em consequência, promoverá “demissões pontuais” em abril e maio. Manifestamos nossa posição contrária a processos de demissão em massa e cobramos informações sobre a quantidade e o perfil dos profissionais que serão atingidos. O representante da empresa afirmou que não se trata de demissões em massa e que os cortes atingirão os salários mais altos que, segundo ele, estão incompatíveis com o mercado”, dizia um trecho.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!

Tags: ,

Formado desde 2010, já passou pelas editorias de esporte e entretenimento em outros veículos do país e atualmente está no OFuxico. Produz matérias, reportagens, coberturas de eventos, apresenta lives e ainda faz vídeos curtos para as redes sociais