Diretora do filme com Johnny Depp cospe em jornalista e é processada

Por - 18/05/23 às 15:15

A diretora Maïwenn e Johnny Depp, em CannesFoto: Grosby Group

Parece que a edição 2023 do “Festival de Cannes” está mesmo mexendo com as pessoas. Esta semana, a diretora de filme estrelado por Johnny Depp, Maïwenn, ansiosa com a première de “Jeanne du Barry”, cuspiu em um jornalista.

“Ela é abertamente anti-#MeToo e fez um gesto para agradar seu mundo. É por isso que ela se gabou disso na TV. Pudemos ver uma espécie de orgulho que ecoava esse mundo”, disse o jornalista Edwy Plenel, em conversa com a Variety, sobre Maïwenn.

Leia+: Johnny Depp vai dirigir cinebiografia de escultor italiano

Na semana passada, a própria diretora confirmou o fato, em uma entrevista a um talk show francês: “Confirmo que o agredi? Sim. Falarei sobre isso quando estiver pronta, pois agora estou muito ansiosa com o lançamento do meu filme.”

Edwy Plenel é editor-chefe e fundador do jornal investigativo “Mediapart”, na França. Ele fez uma queixa policial em março deste ano, afirmando que a agressão de Maïwenn aconteceu em um restaurante enquanto ele se alimentava por lá. Ele afirma que, na mesa ao lado, a mulher se levantou, o agarrou pelos cabelos e tascou-lhe uma cusparada em seu rosto.

Edwy afirma estar “totalmente traumatizado” com o que aconteceu.

“Acredito que Maïwenn cuspiu em mim, porque se chateou com uma investigação que o Mediapart publicou sobre alegações de estupro e agressão sexual contra Luc Besson. Foi por causa de um ato político.”

O jornalista ainda diz que o “Festival de Cannes”, que selecionou o filme de Maiwenn para a noite de abertura, faz uma declaração sobre a postura da França em relação ao #MeToo: “Cannes escolheu um símbolo completamente louco na seleção da noite de abertura: um filme de Maïwenn que é sobre uma cortesã em busca de poder. A história que é apresentada no filme, juntamente com a escalação de Johnny Depp, seus comentários anti-#MeToo e agora essa agressão da qual ela parece estar orgulhosa e que faz as pessoas rirem na TV – isso diz alguma coisa.”

Leia+: Johnny Depp vende obras de arte por mais de R$100 mil

No filme “Jeanne du Barry”, Johnny Depp vive Luís XV. Trata-se da vida de Jeanne Bécu que nasceu como filha ilegítima de uma costureira empobrecida em 1743 e passou a ascender na Corte de Luís XV, para se tornar sua última amante oficial. A estreia na França já aconteceu, mas no Brasil, ainda não há data prevista para chegada aos cinemas.

Confira o trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=MrDarfGICRI

DENTES ESTRAGADOS

Ao passar pelo tapete vermelho do “Festival de Cinema de Cannes”, que o fez ganhar 07 minutos de aplausos por conta da atuação em “Jeanne du Barry”, da diretora Maïwenn, ao mesmo tempo, parece ter azedado a relação com seus fãs. Tudo por conta dos dentes estragados que ficaram à mostra, quando ele sorriu. Com várias tonalidades da cor marrom, a dentição do ator não está nada bonita e os fãs ficaram, literalmente, de boca aberta ao ver isso.

Close nos dentes estragados de Johnny Depp – Foto: Grosby Group

HOLLYWOOD NÃO IMPORTA

Depp chegou ao evento com um atraso de 40 minutos, em uma sala otada, onde foi questionado sobre ser boicotado pela indústria de Hollywood. Sem papas na língua, ele respondeu:

Leia+: Johnny Depp renova contrato milionário com a Dior

“Se eu me sinto boicotado por Hollywood? Não, de jeito nenhum. Não me sinto boicotado por Hollywood, porque não penso em Hollywood. Eu realmente não preciso disso.”

Ele afirma que não entende bem o termo “comeback”, ou seja, sua volta ao cinema. “Eu nunca saí. Talvez as pessoas tenham parado de me ligar, mas não sei do que tinham medo. Eu não fui a lugar nenhum, eu estava lá. Estamos em um momento estranho onde todos querem ser eles mesmos, mas ninguém pode, porque você tem que se conformar com os outros. Eu decidi estar do outro lado.”

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!


×