Notícias às 07:00

Ana Furtado ajuda ONG que tratou 300 mulheres com câncer em 2020: ‘Gratificante’

Divulgação/TV Globo

Quem tem em média 30 anos se recorda com carinho das trabalhadas de Drica, personagem marcante da vida de Ana Furtado na novelinha Caça Talentos. A vida da atriz, apresentadora e empresária seguiu novos desafios com o Vídeo Show, novelas e o É de Casa. Em 2018, Ana foi diagnosticada com câncer de mama, dividiu com seu público todo o tratamento, venceu a doença e desde então se dedica a ajudar mulheres, em especial de baixa renda, que lutam contra a enfermidade por meio da ONG Protea, onde é conselheira. Em 2020, em plena pandemia, a instituição já atendeu mais de 300 pacientes: "Gratificante''. Cada mulher curada me faz sentir uma pessoa mais útil e muito melhor”, orgulha-se Ana.

Ao OFuxico, a artista comentou sobre ações sociais que desenvolve e relembrou momentos marcantes da carreira como atriz, apresentadora e seu lado empresária. Com quase cinco milhões de seguidores. Ana fez uma reflexão sobre sua influência nas redes sociais: “Posto o que eu curto e tenho vontade. Adoro brincar e falar sério também. E, acima de tudo, ser de verdade. No entanto, é muito interessante e valiosa essa oportunidade de influenciar positivamente o dia e a vida de alguém. Penso com muito carinho e responsabilidade tudo o que posto.  Talvez por isso essa troca com os seguidores seja tão real e orgânica.  Sou de verdade ali…”.

Confira!

OFuxico: Seu sonho sempre foi trabalhar na TV ou "aconteceu"?
Ana Furtado:
“Aconteceu…Estudei Direito e Artes Plásticas e aos 19 anos decidi investir na carreira de modelo que durou relativamente pouco tempo, embora tenha sido bem sucedida com trabalhos expressivos no Brasil e no exterior. Passados três anos modelando e morando fora do país, decidi que o meu futuro estava no Brasil e ao lado da minha família. Deu certo! Ao retornar de uma temporada de trabalhos na Europa, a minha agência me enviou para fazer o teste para a abertura da novela Explode Coração dando início a minha carreira na TV. Logo em seguida apresentei o programa Ponto a Ponto aos domingos e percebi que o meu futuro estava na televisão. Depois disso passei pela dramaturgia também, me formei em Jornalismo e completo nesse mês de abril 25 anos de carreira na Globo.”

OFuxico: O público de 30 anos em média gosta muito de você por conta de Caça Talentos. Acredita que a obra merecia um especial inédito no Viva?
Ana Furtado:
“Não só adoraria como já falamos sobre isso! Todas as vezes que o elenco se reunia falávamos e desejávamos isso. Uma pena a partida precoce do nosso querido amigo Eduardo Galvão, que fez o Arthur. Depois que ele se foi repensei se faria sentido ele não estar presente nesse projeto. Hoje, já penso que ele gostaria que seguíssemos com esse desejo. Faria em homenagem a ele. Acho que todos fariam por ele.” 

OFuxico: Guarda algo da Drica com você?
Ana Furtado:
“Um lenço vermelho que ela usava no pescoço (marca registrada dela) e uma calça com estampa de vaca.”

 

 

OFuxico: Sua filha já assistiu ao programa? Há poucos dias Eva, filha de Angélica, fez uma homenagem cantando e usando o figurino da Bela…
Ana Furtado:
“Já assistiu e deu boas gargalhadas com a Drica.”

OFuxico: Qual a importância de ser uma profissional versátil e elogiada na TV?

“Eu me sinto feliz. Ter o meu trabalho reconhecido e valorizado me faz ter um orgulho danado da minha trajetória até aqui. E me fortalece para seguir adiante para realizar e conquistar novos sonhos, novos projetos.”  

Ana Furtado durante o programa É de Casa, da TV Globo

OFuxico: Como é a sua rotina e participação nas pautas/apresentação do É de Casa?
Ana Furtado:
“Às segundas fazemos uma reunião virtual para sugerir e discutir as pautas para o programa do sábado seguinte. Mais de 40 pessoas participam. Acho excelente essa abertura para opinar e pensar o programa. E precisamos de muitas boas ideias, de pautas relevantes e factuais para preencher com qualidade mais de cinco horas no ar. Acordo às 3h45 da manhã aos sábados, horário bem diferente da minha rotina…(Durmo tarde e normalmente acordo às 8h30). Deixo tudo organizado na véspera, acordo, me arrumo, bebo um café expresso duplo e sigo pra Globo.” 

OFuxico: O quadro com dicas de jardinagem é um sucesso. Além de trazer harmonia, ele também nos ajuda a valorizar a natureza, num momento tão complexo, e ainda a fazer terapia.
Ana Furtado:
“Eu amo o Viva o Verde. Sugeri esse nome para o quadro porque na sua essência queremos valorizar e vibrar com a beleza e a força da natureza e provocar o telespectador a vivê-la nas suas casas. Estimular que vivam o Verde. Pensem Verde. Se conectem com o verde. Celebrem e protejam o verde. Damos dicas simples para qualquer pessoa conseguir replicar em casa. Desde uma horta em um vaso com a técnica de plantio em consórcio (várias espécies amigas juntas) até dicas de como fazer inseticidas orgânicos. Aprendo demais com o quadro. E rola consultas também…recebo com frequência mensagens de amigos e colegas da TV para ajudá-los com algum problema que eles estão tendo com uma planta. Eu me divirto e imediatamente já convido para o programa. (risos). O meu parceiro, o engenheiro Florestal Murilo Soares, é a figura chave para tudo funcionar. Ele é um craque!”

OFuxico: Como avalia o sucesso editorial e comercial do É de Casa? O programa traz nas manhãs de sábado comportamento, jornalismo e música num horário até então dedicado aos desenhos.
Ana Furtado:
“O programa é um sucesso editorial e comercial porque ele é estudado, pensado e construído semanalmente para os variados públicos que o assistem. São mais de cinco horas no ar e a entrada e saída de novos públicos é constante. Fazemos, portanto, um programa que fala com todos e para todas as regiões do Brasil. É democrático, dinâmico, informativo, presta serviços, dá dicas de saúde, moda, beleza, limpeza, organização, jardinagem, decoração, finanças e ainda entretêm sempre com um convidado especial no quadro musical da Cissa Guimarães, Em Casa com a Gente. É uma Super Manhã Globo bem convidativa para que todos se sintam em casa.”

OFuxico: Gosta de cuidar da casa, ir ao mercado, malhar, etc?
Ana Furtado:
“Adoro cuidar da minha casa. Sempre a enfeito com orquídeas, cuido das minhas plantas e da minha hortinha, curto as minhas cinco cachorrinhas da raça Lulu da Pomerania, treino e medito na minha varanda. Adoro ir ao supermercado, algo que não tenho feito ultimamente por conta da pandemia. Sinto falta. Comprar online ou por telefone não é igual a escolher pessoalmente uma fruta ou verdura, por exemplo, mas tem funcionado. Estou adaptada a esse novo normal, e não vejo a hora de receber as minhas doses da vacina da Covid-19 para voltar a ter a liberdade de ir ao mercado, feira, shopping, viajar e poder abraçar e beijar os amigos e a minha família.”

OFuxico: Nas suas redes sociais o que o público mais pede pra você fazer, comentar etc?”
Ana Furtado:
“Eu adoro este canal aberto de contato. Sou uma pessoa que gosta de gente, gosto de me comunicar e nas minhas redes posso fazer isso. Eu posto o que eu curto e tenho vontade. Adoro brincar e falar sério também. E, acima de tudo, ser de verdade. Nunca imaginei que pudesse ter quase 5 milhões de seguidores no Instagram. Não vivo disso e nem para isso. No entanto, é muito interessante e valiosa essa oportunidade de influenciar positivamente o dia e a vida de alguém. Penso com muito carinho e responsabilidade tudo o que posto.  Talvez por isso essa troca com os seguidores seja tão real e orgânica.  Sou de verdade ali…”

OFuxico: Há alguns dias você fez uma postagem sobre o que e como conversar com pacientes que estão em tratamento de câncer. O que te motivou a fazer isso e qual a importância de usar as redes, a sua imagem em prol de causas sociais?
Ana Furtado:
“A partir do momento que eu revelei o meu diagnóstico de câncer de mama em 2018, um novo propósito surgiu na minha vida. O de ajudar e estar disponível para essa causa e retribuir todo o amor e carinho que recebi. Acabei me tornando referência de coragem e vitória. Ajudei muitas mulheres a atravessarem o mesmo desafio com acolhimento, informação e empatia. Faz toda a diferença. E mesmo após a minha cura senti a necessidade de continuar ajudando. Acabei me tornando Conselheira do Instituto Protea, que proporciona tratamento completo de câncer de mama para mulheres de baixa renda. Através de doações demos assistência completa para quase 300 mulheres só em 2020. Um trabalho lindo e gratificante. Cada mulher curada me faz sentir uma pessoa mais útil e muito melhor.”

BBB21: Ana Furtado lamenta não ter ido para festa com Boninho
Feriado de rock, bebê! Ana Furtado dança ao som de Red Hot Chilli Peppers