Aniversário de morte de Michael Jackson 13

Por - 22/06/10 às 16:13

Reprodução

Em 12 de agosto surge uma evidência que complica ainda mais a vida de Conrad Murray. Ele não só teria aplicado o Propofol em Michael Jackson, pouco antes de sua morte, como teria prescrito e comprado o anestésico para o astro.

A polícia de Los Angeles descobre que Michael tinha vários e-mails secretos para comprar remédios controlados em farmácias online e o nome de diversos médicos que lhe forneciam receitas de drogas potentes.

Também se descobre que Conrad Murray levou 82 minutos para chamar a ambulância e que deu três telefonemas antes de finalmente ligar para a emergência, um deles para seu advogado.


×