Cara Delevingne dispara: ‘Homens não têm as ferramentas para satisfazer uma mulher’

Por - 06/12/22 às 08:00 - Última Atualização: 5 dezembro 2022

Cara DelevingneCara Delevingne / Reprodução / Instagram/@caradelenvigne

Cara Delevingne tem falado abertamente sobre temas tabus em seu documentário da BBC, “Planet Sex with Cara Delevingne“, e agora a modelo de 30 anos, assegurou no programa que os homens não têm as “ferramentas certas” para satisfazer as mulheres sexualmente. A afirmação foi feita pela supermodelo, enquanto ela viaja pelo mundo para explorar gênero, sexualidade e fantasias.

Leia+: Cara Delevingne revela vício em pornografia

Sobre o assunto, Cara foi bem específica: “Eu sinto que, geralmente, os homens não estão equipados com a ferramenta certa para lidar com as mulheres, especialmente sexualmente”, diz Cara, falando sem censuras sobre os orgasmos femininos e a falta deles durante a relação heterossexual.

“Eu não quero entrar na arte de como fazer uma mulher se satisfazer… mas é muito mais complicado e muito mais divertido. Eu entendo, é muito mais complicado para uma mulher ter que te dizer, ‘Ei, você não está fazendo certo, você tem que sentar e ouvir o que eu digo.’ Sim, é um matador de ego com o qual a maioria dos homens não consegue lidar”, justificou.

No programa, Cara – que se identifica como queer e de gênero fluido – também é vista participando de um ato sexual solo de 10 minutos na Alemanha, enquanto seu sangue é coletado para um experimento científico que mediu os níveis de endocanabinóides em seu sistema antes e depois do orgasmo.

“Estou aqui para ter um orgasmo e doá-lo para a ciência. Acho que o desejo sexual feminino foi definitivamente reprimido. Sei por minha própria vida amorosa como as mulheres podem ser sexuais, então você pensaria que no século 21 homens e mulheres deveriam ter vidas sexuais igualmente satisfatórias, certo? Bem… prepare-se para um choque. Quando se trata de orgasmo, há uma clara diferença de gênero”, afirmou.

“Os cientistas dizem que 95 por cento dos homens heterossexuais têm orgasmo durante a relação sexual, mas apenas 65 por cento das mulheres heterossexuais o fazem. Para ser honesta, acho que isso soa muito alto, a maioria das minhas amigas heterossexuais dizem que provavelmente é entre 15 ou 20 por cento. Lésbicas e mulheres queer definitivamente parecem ter melhor.”, explica.

Cara Delevingne realizou uma revelação extremamente íntima: seu vício em conteúdo pornográfico. Segundo a atriz de “Cidades de Papel” e “Esquadrão Suicida”, seu consumo era intenso, e ela obteve dificuldades de parar de assistir.

No documentário feito pelo “Planet Sex”, que irá ao ar no canal britânico BBC, ela confessou que via vídeos de conteúdo sexual desde muito jovem, com o intuito de conseguir realizar orgasmos.

Leia +: Cara Delevingne ganha quase R$ 200 mil por dia!

“Não conseguia por muito tempo até alguns anos atrás, quando comecei a tentar me masturbar sem assistir e era difícil. Sem um brinquedo sexual também.”, disse a modelo. Ela também condenou o conteúdo pornográfico de fornecer uma visão diferenciada do sexo do que realmente é na realidade.

“A pornografia dá aos jovens uma visão distorcida de como o sexo e a intimidade deveriam ser. Eu definitivamente não teria feito muitas coisas se não tivesse assistido pornografia, e definitivamente me arrependi disso depois”, relembrou.

Sobre o vício, Cara comentou que seu vício maior era em realizar orgasmos, mas, via a necessidade do pornô para conseguir produzir um. “Era viciada em pornografia? Eu não assistia todos os dias, mas precisava ter um orgasmo todos os dias. Só que eu preciso assistir para ter um (orgasmo). Então, acho que à sua maneira, é um vício”, completou.

Ainda no mesmo documentário, Delevingne vai “doar” seu orgasmo para a ciência, permitindo que cientistas investiguem as interações do clímax sexual em seu corpo.

A atração pretende mostrar curiosidades culturais, sociais e científicas envolvendo o sexo e a sexualidade, e por conta disso, em passagem pela Alemanha, Cara participou de um experimento sobre o efeito de um orgasmo, coletando sangue antes e depois de uma sessão de masturbação de 10 minutos.

Leia +: Margot Robbie e Cara Delevingne entram em polêmica com paparazzo

“Eu tive algumas experiências sexuais estranhas, mas isso definitivamente está lá em cima”, brincou a apresentadora em entrevista. No resultado, foi revelado que o sangue dela havia produzido endocanabinoides (produtos químicos potentes que “mexem com a cabeça positivamente”) como resultado do orgasmo.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.


×