Notícias às 19:00

Justin Bieber revela que não tem celular e isso o fez ‘criar limites’

Reprodução/Instagram

Justin Bieber revelou que já não tem um celular e isso o ajudou a 'criar limites' em sua vida. O cantor de 27 anos se comunica somente com as pessoas de seu entorno por meio de um iPad, e insistiu que 'não deve satisfação a ninguém' sobre essa decisão.

Segundo a revista OK! Justin não é quem atualiza suas redes sociais há um bom tempo, e tem uma equipe para cuidar dessas mídias para ele.

"Há muito tempo ele viu que o melhor é manter-se longe [das redes] , pelo seu bem e de sua saúde mental", afirmou o informante.

E Justin comentou que a falta de um celular o ajudou a 'criar limites' e 'ser firme' quanto aos contatos que ele mantém.

Ele revelou: "Definitivamente aprendi a ter limites, e simplesmente não sinto que devo satisfação a alguém. Isso me ajudou a poder simplesmente dizer não e ser firme, e saber que meu coração quer ajudar as pessoas, mas não posso fazer tudo. Às vezes quero fazer, mas simplesmente não dá".

Hailey Bieber sobre Justin: 'Me vejo para sempre com ele'

Para sempre

Hailey Bieber deu uma entrevista para a revista norte-americana Elle, onde comentou sobre o fato de ter se casado muito jovem. A artista de 24 anos, oficilizou sua união com Justin Bieber em setembro de 2018, com 21 anos.

“Eu me casei quando tinha 21 anos, dois meses antes de fazer 22, o que é incrivelmente jovem. E soa quase ridículo quando você diz isso em voz alta. Embora eu realmente ache que para alguém como eu e alguém como Justin seja diferente. Nós vimos muito para a nossa idade. Ambos já vivemos o suficiente para saber que é o que queríamos", disse ela.

Os dois se casaram no civil em 2018 e um ano depois fizeram uma grande festa para amigos e familiares. Durante a conversa, Hailey revelou que, como qualquer casal, eles também brigam.

"Aprendo coisas novas sobre ele, sobre mim e sobre nosso relacionamento o tempo todo. Eu o amo muito e me vejo para sempre com ele", afirmou.

Na entrevista, Hailey também comentou sobre a falta de privacidade do casal.

“Eu estava tipo, 'Eu não quero as pessoas tão envolvidas nisso. Eu sinto que todo mundo está no meu pé. Eu estava tipo, 'Não pode haver anonimato? Posso ter isso de volta?' Mas eu acho que nós dois somos baseados em nossa fé. Não estou dizendo que é uma coisa fácil de fazer e que não dá trabalho. Conversamos com um terapeuta. Fazemos o que temos que fazer", finalizou.