Como Melocoton e Eliana foram palco de um ‘exorcismo’?

Por - 01/10/23

Melocoton e Eliana

Tem bonecos que marcaram a infância de muitos e que são clássicos instantâneos hoje em dia. Mas, tem um que está viralizando na internet justamente por ser um dos mais icônicos e responsáveis por ser o amigo ‘peludo’ de muitas crianças: Ele tem aquele olhão grande, uma boca enorme, uma sobrancelha roxa e uma pelagem que fica entre o rosa e o roxo, digamos um magenta. Já sabe quem é? Claro, o Melocoton.

Ele foi um grande sucesso da parceria de Eliana com o SBT, já que eles formavam a dupla para agitar a criançada. O grande ‘surto’ aconteceu quando a Grow marcou a história lançando uma pelúcia dele que fala e que dá altas risadas. Ele acabou viralizando na internet por estes tempos em uma história contada no Programa de Fábio Porchat, tudo porque ele foi ‘exorcizado’. Como assim?

A história é de Izabela. Ela contou que foi criada em um lar cristão e que era limitada a ter alguns produtos. A jovem revelou que assistia ao programa infantil da apresentadora e que era o início das vendas. Sua tática para ganhar um foi infernizar a mãe para ganhar um. Ela conseguiu, mas com uma condição: O pai mais fervoroso não poderia saber da existência do boneco na casa.

Ela contou que o pai orava de madrugada e em um descuido acabou deixando o boneco por lá na sala, local onde ele acordava para fazer a prece.

Izabela falou que em uma das ‘gritarias’, ele acabou batendo muito forte no sofá e colidiu com o Melocoton, que disse: “Ai que cócegas!”, com uma chuva de risadas.

Então, o pai acabou entendendo que era o diabo e que ele estava ali travando uma batalha espiritual com a fala do boneco de pelúcia, como se fosse uma provocação do ‘sete peles’. Ao descobrir que era o Melocoton, o pai deixa por isso mesmo mas faz um alerta para ela:

“Temos que ser vigilantes o tempo todo.”

Veja:

Bonecos traumatizados?

  • Não é a única teoria ou história que envolve bonecos de pelúcia dos anos 90 ou 2000. Quem não lembra do Fofão que sempre foi dito que existia um punhal dentro dele e era parte de um ritual satânico? No fim, era apenas um apoio para poder manter o boneco firme e não ficar todo ‘molenga’.
Fofão
Fofão vítima de fake news (Reprodução/divulgação)
  • A boneca da apresentadora Xuxa Meneghel também teve uma para chamar de sua. Muitas vezes foi dito que ela teria feito um pacto com o demônio e que a boneca dela era amaldiçoada. Nunca foi comprovado nada do tipo, se popularizando a história de lendas urbanas.
Xuxa
Xuxa e a boneca supostamente amaldiçoada (Reprodução/Netflix)
  • O Baby, de “A Família Dinossauro” também foi colocado na roda. De dia, apenas um boneco. De noite, criou-se a lenda de que ele perigoso e que andava sozinho por aí, se mexia e que era perigoso. Mais uma vez, foi apenas uma teoria da conspiração.
Baby
Baby de “A Família Dinossauro” de pelúcia (Reprodução/divulgação)

Tags:

Em formação no Jornalismo pela UMESP. Escreve sobre cultura pop, filmes, games, música, eventos e reality shows. Me encontre por aí nas redes: @eumuriloorocha