Carlinhos Brown sobre não abrir evento que criou: ‘Tomei porrada’

Por - 22/02/23 às 17:25

carlinhos brown em show do arrastão da quarta-feira de cinzaReprodução/Instagram @carlinhosbrown

Um evento muito tradicional da na Bahia é o Arrastão Quarta-feira de Cinzas com a data sempre acontecendo no Brasil um dia após o Carnaval, sendo considerado a despedida da folia mais amada pelos brasileiros em Salvador, com Carlinhos Brown tendo sido um dos criadores.

Porém, o artista ficou extremamente irritado pelo fato de não ter aberto a programação do dia (Bell Marques foi o responsável pelo ato), e em seu discurso, após subir para cantar o amigo e colega de profissão, pediu para que o Governo da Bahia e a Prefeitura de Salvador respeitassem a tradição do Arrastão:

“Respeito [Bell Marques], fui lá cantar com ele. Mas, tradicionalmente, é a gente que abre o Arrastão. A ordem foi invertida. Disse que foi o governador que pediu, acho que o prefeito também. Bell não tem nada a ver com isso, mas o governador, que está chegando agora, e o prefeito, precisam respeitar um pouquinho as questões tradicionais”, reclamou o artista.

Leia+: Ex-BBBs curtem Carnaval e dividem opiniões sobre a edição deste ano

“Eu apanhei tanto para inventar isso aqui. Os próprios prefeitos que botavam a polícia para empurrar a gente. Aí eu venho com esses meninos todos de favela. Assim não dá para manter as coisas por aqui”, desabafou Carlinhos Brown, demonstrando estar mega chateado.

Conversando com o G1, a Empresa Salvador Turismo (Saltur) e o Governo da Bahia afirmaram que a ordem da saída do Arrastão realizado nesta quarta-feira, 22 de fevereiro, foi previamente acordado e combinado com todos os produtores dos artistas. Além de Carlinhos Brown e Bell Marques, Léo Santana e Danniel Vieira se apresentaram no evento.

TRIOS ELÉTRICOS DE DESPEDIDA

E na terça-feira, 21 de fevereiro, terminou (terminou?) o Carnaval em Salvador. Na verdade, a cidade é uma grande festa o ano inteiro, mas o ponto alto são os trios que levam multidões aos circuitos que tremem e celebram a maior festa do povo. Rainha sempre, Daniela Mercury arrasou, com um look dourado, de capa longa, cantando seus sucessos e agitando o povo que não parava de dançar.

Xanddy Harmonia, Lincoln, La Fúria, Xand Avião e Léo Santana com o projeto “Leo e Elas” lotaram as ruas. E teve ainda, no circuito Dodô, Bell Marques com o “Bloco Camaleão”, que há mais de 40 anos anima a folia. Bell trouxe alguns clássicos da época em que era vocal do Chiclete com Banana.

Cláudia Leitte chegou toda cheia de flores e transparência. Florida, puxando pelo tom lilás, ela também coloriu a maquiagem e brilhou em cima do trio. Você também gostaria de ter um look desse? Eu gostaria! Mari Antunes, do Babado Novo chamou Juliette, que soltou a voz e animou a galera. Rainha dos Cactos, usou vestido cheio de brilho, bordado com pedrarias. Tudo em tom prata, incluindo o adereço de cabeça.

Leia+: Xanddy arrebata multidão e promete repetir sucesso em 2024

Léo Santana chegou chegando, com o Trio Sem Cordas. Os foliões do Pipoca ficaram encantados com o som, além de chacoalharem muito com o som que pegou a todos, “Zona de Perigo”.

Agora, todos esperam 2024 para colocarem os blocos na rua de novo. Depois de uma parada obrigatória de dois anos, por causa da pandemia da Covid-19, 2023 marcou a volta da maior festa popular às ruas, extravasando alegria e curtindo o som de todos os cantos da cidade.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!

Tags: ,

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×