Esposa de Faustão se pronuncia pela primeira vez, após internação

Por - 18/08/23

Selfie de Faustão e Luciana Cardoso

Internado desde o dia 5 de agosto devido a uma insuficiência cardíaca, Faustão está “sob cuidados intensivos”, segundo a equipe médica do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Em meio ao turbilhão de emoções, a esposa do apresentador, Luciana Cardoso, publicou uma mensagem sobre esperar

A jornalista compartilhou nos stories do Instagram uma definição de dicionário. “Esperar: 1. Estar à espera (alguém, algo) 2. Ter esperança 3. Achar (algo) como provável 4. Desejar, ambicionar 5. Estar reservado”. 

Mensagem de Luciana Cardoso sobre espera
Mensagem de Luciana Cardoso sobre espera – Foto: Reprodução/Instagram @lucard

O estado de saúde do apresentador é delicado. De acordo com o boletim médico, divulgado nesta quinta-feira, 17 de agosto, Fausto Silva está em tratamento de compensação clínica de insuficiência cardíaca, estável e sob cuidados intensivos.

Ele deve passar por uma cirurgia no coração, que ainda não tem data para acontecer, conforme Luciana confirmou à Folha de São Paulo. O apresentador, que recentemente deixou a Band, espera uma melhora em seu quadro clínico para ser submetido ao procedimento. 

Além da mensagem sobre paciência, a esposa de Faustão também relembrou uma participação especial da filha do casal, Lara Silva, de 25 anos, no programa do pai na Band. Ela fará sua estreia como cantora na televisão nesta sexta-feira, 18 de agosto, às 20h30.

“É o maior presente da minha vida você ter vindo aqui”, declarou Faustão à filha.

CONDIÇÃO DE FAUSTÃO

A insuficiência cardíaca é uma síndrome clínica que se caracteriza pela incapacidade do coração em funcionar de forma adequada como uma bomba, devido a problemas de contração ou relaxamento. Isso afeta o funcionamento do organismo e, quando não tratada adequadamente, pode reduzir tanto a qualidade de vida quanto a expectativa de vida do paciente.

De acordo com médicos especializados do Hospital Albert Einstein, onde Faustão está internado, a Síndrome da Insuficiência Cardíaca é considerada o resultado final comum de várias agressões ao coração. Os fatores de risco cardiovasculares, como hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, dislipidemia e sedentarismo, estão diretamente relacionados ao seu desenvolvimento.

Esses fatores podem agir de forma independente ou em conjunto, culminando no surgimento de doenças arteriais coronárias, que podem resultar em um infarto agudo do miocárdio ou em uma diminuição da capacidade do coração devido à perfusão insuficiente do músculo cardíaco ao longo do tempo.