Filha de Mingau organiza show beneficente e atualiza saúde do pai

Por - 23/11/23 às 18:55

Mingau e sua filha, Isabella AglioFoto: Reprodução/Instagram

Mais de dois meses após Mingau ser baleado na cabeça, a filha do baixista do Ultraje a Rigor decidiu organizar um evento beneficente pela recuperação do pai. Isabella Aglio, conhecida como Bebel, anunciou um show no dia 14 de dezembro, no Teatro Bradesco, em São Paulo.

O evento vai reunir nomes como Roger, Leo Jaime, Nasi, Dinho Ouro Preto, Clemente, Marcelo Nova, Kiko Zambianchi, Tico Santa Cruz, entre outros, em um ato de solidariedade por Mingau. 

A ação acontece depois da criação de uma vaquinha para auxiliar nos custos do tratamento do músico, que está internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Luiz, da Rede D’Or, na capital paulista. 

Na tarde de ontem, 22 de novembro, Isabella revelou que a arrecadação já conseguiu R$ 240 mil, sendo que a meta é R$ 600 mil. “Eu estava com muito medo antes de abrir a vaquinha. Não era uma coisa que a gente queria fazer, a gente fez por necessidade”, destacou.

Mingau foi baleado no dia 3 de setembro dentro do próprio carro em Paraty, no Rio de Janeiro. O projétil atingiu a área esquerda do crânio, afetando as funções motoras e de linguagem. Ele passou por duas cirurgias e, atualmente, está em fase de recuperação.

Saúde de Mingau

Na última semana, a filha do músico foi ao “The Noite”, com Danilo Gentili, e falou sobre a recuperação do pai. 

“Ele está indo bem, devido às circunstâncias. É um milagre, definitivamente. Lógico que é um trauma muito grande e temos que ter paciência. Não é no nosso tempo… Hoje vemos o Mingau ali. Ele não fala, está com traqueostomia, mas enxerga e nos segue com o olhar. Hoje ele tem picos de consciência, o que é normal”, explicou Isabella.

Ela ainda compartilhou como está sendo a rotina dentro do hospital e deu exemplos da recuperação do pai. “A gente conta uma piada ou uma besteira e ele esboça uma risadinha. Ele não gargalha, mas responde com um esboço de risada. Ele se emociona, chora”, disse ela.

Mingau passou por duas cirurgias, sendo uma para fazer a limpeza de resíduos do acidente, como pólvora e estilhaços, e outra para diminuir a pressão intracraniana. “Vamos ter uma terceira, que ainda não aconteceu e vai ser daqui a alguns meses, para fazer a prótese e colocar na cabeça para proteger o cérebro dele”, anunciou a filha.

Assim que deixar a UTI, o que se espera que seja em breve, Isabella contou que o pai irá para uma clínica de transição que conta com fisioterapia, fonoaudiologia e outros profissionais. Somente depois dessas etapas Mingau deverá retornar à sua casa.

A vaquinha organizada pela família e amigos de Mingau busca quitar dívidas das cirurgias, custos para o tratamento fisioterápico e uma cadeira de rodas específica para pessoas tetraplégicas. Gentili reforçou: “A cadeira é para uma pessoa que está sem funções, no atual estado, mas isso não quer dizer que é o estado definitivo. Tem a esperança de uma recuperação”. 


×