Grávida de gêmeas, Bruna Surfistinha revela desconforto na reta final da gestação

Por - 18/07/21 às 09:40

Bruna Surfistinha sorrindoReprodução/Instagram

Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha, entrou na 30ª semana de sua gestação. Grávida de gêmeas, ela, que é casada com Xico Santos, contou que tem sentido desconforto com a posição das meninas, que receberão os nomes de Elis e Maria.

“Enfim, completamos 30 semanas de Elis & Maria no forninho! O tempo está voando, mesmo no meio do caos da pandemia. Reta final. Na teoria, há “apenas” 10 semanas pela frente, mas sei que num piscar de olhos, estaremos a caminho da maternidade. E parece que foi ontem que fizemos o teste de farmácia e os tracinhos surgiram rapidamente”, avisou.

“A cada semana, é uma comemoração porque a gestação gemelar é considerada de risco por si só, então por mais que esteja tudo fluindo bem, é preciso viver um dia de cada vez. Na quinta, rolou a ultrassonografia mensal, que foi daquela versão mais detalhada”, afirmou.

Veja+: Bruna Surfistinha explica escolha dos nomes das gêmeas

“Confesso que estava um pouco apreensiva desta vez porque as meninas estão se movimentando demais e tenho sentido bastante incômodo, então por várias vezes me pergunto: “Será que é normal? Será que está tudo bem com elas?” Eu seguro a barra aqui, minha preocupação é com elas. Estava aguardando minha vez na sala de espera, atendimento com mais de meia hora de atraso, e então saiu uma mulher chorando demais, pois tinha acabado de saber que sofreu um aborto. Revivi meu pesadelo de 2017 e já entrei bem abalada na sala”, continuou.

“Bom, tive as melhores notícias possíveis, cada frase da doutora durante a análise, ia acalmando meu coração. As bebês estão perfeitas externamente e internamente. Ouvir os corações fortes me dá paz. Estão com quase 1.500kg cada uma, e praticamente do mesmo tamanho, com uma diferença mínima de centímetros e gramas. Elas estão posicionadas iguais também, ambas com a cabeça para baixo. Segundo a doutora, é a posição perfeita, fiquei tão feliz com a reação dela que acabei esquecendo de perguntar o motivo. Apenas perguntei sobre a agitação delas e é normal mesmo, não preciso me preocupar, então, que elas se movimentem o quanto quiserem e me causem bastante incômodo que eu aguento por saber que estão bem. Agradeço a Deus e toda proteção espiritual que estamos recebendo”, finalizou Bruna Surfistinha.

BRUNA SURFISTINHA REVELA QUE NÃO ESCONDERÁ PASSADO DAS FILHAS

Em entrevista ao jornal Extra, concedida em maio, Bruna Surfistinha revelou que não irá esconder seu passado das herdeiras, e quer criar com ela os laços que não teve com a própria mãe.

“Esse vínculo maternal eu não tive com a minha mãe. E tudo isso que eu senti falta, quero que as minhas filhas tenham de mim. Quero ser para elas a mãe que eu não tive. Estou usando essa minha dor da ausência da minha mãe como uma força para ser mãe de duas agora”, declarou ela.

“Tudo que eu aprendi na dor, quero que elas aprendam com amor. Ser mãe é o meu principal sonho de vida. Para mim, é como se fosse até mesmo uma missão”.

Raquel Pacheco fez questão de deixar claro ao veículo de comunicação que não vai esconder que foi garota de programa, e quando as filhas tiverem entendimento o suficiente, vai apresentar a Bruna Surfistinha a elas.

“Não tem nem como esconder. Não escondi quem eu sou para o mundo, não faz sentido em esconder para as minhas filhas. Elas vão saber, sim, quem eu sou, o que eu fiz da minha vida dos 17 aos 20 anos, o que aconteceu, mas não vou focar apenas na prostituição”, explicou ela.

“Também vou dar muita ênfase na mulher que eu me tornei e o quanto eu aprendi com a minha própria vida. Quero que elas cresçam já sabendo. Vou ter a intuição materna de contar para elas, da maneira mais leve a mais calma, para que elas entendam”, garantiu.

“Que me ataquem como Raquel ou Bruna, não me importo. O que me incomoda é quando falam das minhas filhas, que elas não têm culpa nenhuma do que eu fui. Teve uma mensagem que eu recebi no direct de um homem falando: ‘chega de vadia no nosso país’. E eu me incomodei, sim”, contou Pacheco, antes de detalhar sua opinião.

---

Tags:

Jornalista desde 2000, iniciou a carreira como redatora do site OFuxico em 2002. Anos mais tarde, trabalhou como editora no site Famosidades (MSN), tendo passagem ainda como repórter na Quem, jornal Agora S. Paulo (Folha de S. Paulo), R7 e retornou em 2015 como editora do site OFuxico.


×