Dhomini, campeão do ‘BBB3’, é condenado por agredir empresário

Por - 25/11/23 às 17:07

retrato de dhominiFoto: Reprodução/TV Globo

O grande campeão da terceira edição do “Big Brother Brasil” foi André Augusto Ferreira Fontes, mais conhecido como Dhomini, que este ano, viveu um episódio chocante de agressão em bar de Goiânia, em Goiás, na qual agrediu um dos sócios do estabelecimento.

Já neste sábado, 25 de novembro, de acordo com o site Notícias da TV, ele foi condenado pela Justiça a prestar serviços comunitários por cometer o ato contra serviços comunitários após espancar o empresário Ailton Gomes e o advogado dele, Artur Camapum.

Em entrevista ao veículo, ele disse que cumprirá a pena e mostrará isso em suas redes sociais: “O caso criminal será quitado com essas horas de trabalho. Estou feliz com o resultado. O que ele [empresário] queria mesmo era aparecer com coisas ruins”.

“Já eu vou usar essas horas para fazer muito conteúdo, muita interação para todos que violência não é a solução, e que a Justiça funciona no Brasil. Vou fazer disso um verdadeiro reality”, garantiu ele, demonstrado estar de acordo com a pena recebida.

Já o advogado Artur Camapum, representando Ailton Gomes, afirmou em nota enviada ao site que “existem mais duas ações contra Dhomini, sendo uma delas de injúria e uma de indenização”.

“A audiência de conciliação, realizada ontem no Fórum Criminal de Goiânia, em relação ao crime de lesão corporal cometida pelo autor Dhomini, encerrou-se com acordo oferecido pelo Promotor de Justiça. O Ministério Público fez uma proposta para que o autor da agressão prestasse 40 horas de prestação de serviços à comunidade”, garantiu.

Entenda o caso

Foi no dia 13 de junho que Dhomini agrediu o sócio de um bar em Goiânia (GO). O advogado da vítima, divulgou as imagens e relatou ter sofrido ameaças. Já na manhã de quarta-feira, 14 de junho, Dhomini se pronunciou sobre o ocorrido e alegou ser vítima de ameaças.

“Não estou aqui justificando os meus atos falhos. Eu errei, passei dos limites como ser humano, ultrapassei os limites do outro, estou aqui apenas me desculpando e dando satisfação para todos os meus seguidores, que nos acompanham, que nos admiram, que conhecem a minha pessoa, que conhecem o nosso trabalho, que sabe que eu sou um cara do bem, que eu sou um pai de família, que preza pela paz, pela alegria e levo essa alegria pra todas as pessoas aqui no meu perfil”, disse ele em vídeo postado nas redes sociais.

“Espero continuar levando a essência que eu sou verdadeiramente. Não sou um agressor, muito menos covarde, mesmo estando errado eu estava me defendendo contra várias ameaças que eu recebi no ouvido pelo cara que eu bati”, afirmou.

“Ele sutilmente me marcou para as câmeras não pegarem e fez isso com o propósito de me tirar a estabilidade e me fazer passar dos limites. Sou um ser humano imperfeito, cometo erros, cometo falhas, mas não posso ser condenado julgado por um ato inconsequente que eu cometi numa situação que já estava me prejudicando a mais de 30 dias”, declarou.

“Espero que compreendam, não peço que me aceitem, apenas que me perdoe e me vejam como ser humano como outro qualquer que tem seus limites e suas tolerâncias”, concluiu Dhomini em sua declaração sobre o assunto.

Tags: ,

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×