Samara Felippo presta depoimento sobre racismo sofrido pela filha

Por - 30/04/24 às 15:06

samara felippo posando com as filhasFoto: Reprodução/Instagram @sfelippo

Samara Felippo enfrentou uma situação bastante desconfortável, pois sua filha sofre racismo na escola. De acordo com o portal G1, duas alunas do 9º ano pegaram um caderno da menina, rasgaram algumas filhas e escreveram ofensas de cunho racial em uma delas.

Aluna que cometeu ato racista com filha de Samara Felippo deixará a escola. Entenda!

Em uma conversa com o G1 posteriormente, Samara Felippo revela que pediu a expulsão das meninas envolvidas no caso de racismo com sua filha. ALiás, ela garantiu que vai até o fim no caso, fosse cm a escola ou até mesmo na denúncia do caso na polícia.

E assim ela o fez nessa terça-feira, 30 de abril, na qual Samara Felippo presta depoimento na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, no Centro de São Paulo. tendo chego por volta das 10h, Samara Felippo presta depoimento pelo caso de racismo sofrido pela filha e, na saída, a atriz afirmou, segundo o G1, que a filha quer permanecer na escola e está sendo acolhida pelos amigos.

“Ela está bem, ela quer ficar na escola, está se sentindo acolhida, os amigos estão do lado dela”, afirmou. Sobre desculpas, ela afirmou que só recebeu de um lado: “Eu tive um pedido de desculpas de um lado só. Vão retirar uma das meninas, é o que eu tenho certeza. A outra eu não tenho certeza se vai sair ou não, mas acredito que sim.”

Receba as notícias de OFuxico no seu celular!

“Até porque, ao mesmo momento que minha filha está sendo acolhida por essas colegas, talvez essas meninas voltem para escola agora, do tamanho do que aconteceu e sob a consciência que as crianças estão tendo já, elas vão ser hostilizadas”, completou ela, em suma.

Samara Felippo quer mudanças

No decorrer da conversa, Samara Felippo garantiu que a filha já sofreu com racismo em outras situações no ambiente escolar: “É reincidente, é recorrente. Desde o ano passado, de um episódio que um carregador some e a acusada é minha filha. Isso tudo são pequenas camadas do racismo que crianças pretas passam todos os dias veladamente”.

De acordo com a artista, a herdeira não queria enxergar e minimizada as situações para evitar problemas: “E aí se materializou, porque realmente se materializou em uma escrita na cara dela”. Em relação à repercussão, a atriz se assustou: “Eu estou muito assustada com a repercussão disso tudo, e ao mesmo tempo muito feliz. Porque se tivesse uma mãe preta indo denunciar isso na escola, não estaria fazendo esse barulho como está sendo feito. Ela teria que lutar dez vezes mais para ser ouvida”.

Samara Felippo faz alerta após denunciar racismo com a filha

Por fim, Samara Felippo avaliou a ausência de profissionais e alunos pretos: “É questão mesmo de ensinar. Tem crianças na escola que não sabe nem qual é a punição (em caso de crime de racismo). (…) Isso não pode mais acontecer. A reflexão que fica é: que tipo de politica de qualidade antirracistas precisam ser aplicadas? Não só a lei que tem que ser aplicada, do ensino afro-brasileiro, mas um corpo docente de professores pretos. Essas coisas precisam ser mudadas. Letrar funcionário, treinar. Programa de bolsas maiores e mais efetivos”.

Tags: ,

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×