Histórias da Black Friday: O caso da vagina explosiva

Por - 22/11/21 às 08:00 - Última Atualização: 24 novembro 2022

Neide Boa Sorteneide comenta o caso da vagina explosiva

Na onda de contar histórias sobre compras e momentos inusitados vividos durante a Black Friday, Neide Boa Sorte não resistiu a tentação de comentar a história envolvendo Gwyneth Paltrow, sua vela com “cheiro de vagina” e os  problemas judiciais enfrentados pela atriz de Hollywood graças a um incidente nada comum ocorrido com o produto.

Um homem chamado Colby Watson está processando a empresa Goop, de Gwyneth Paltrow, alegando que comprou a famosa vela, mas ela explodiu em sua mesa de cabeceira e pegou fogo. As informações são do TMZ.

Colby ainda disse que seguiu todas as instruções, como colocá-la em uma superfície nivelada, e, após três horas de uso, ela começou a produzir chamas enormes e logo explodiu, deixando a sala cheia de fumaça.

Como se não bastasse o susto e a sujeira, a explosão deixou um “anel de queimadura” em seus móveis. No documento, ele revela que leu que o produto não poderia ser usado por mais de duas horas, mas considerava “insuficiente”.

No processo, ele afirma que houve “violação da garantia e responsabilidade pelos produtos” e está pedindo indenização por danos superiores a US$ 5 milhões, quase R$ 28 milhões.

No entanto, a vitória de Colby não deve ser tão fácil assim.

“Estamos confiantes de que essa alegação é fria e uma tentativa de garantir um pagamento excessivo de um produto. Nós garantimos as marcas que carregamos e a segurança dos produtos que vendemos. Aqui, a Heretic – a marca que fornece a vela – comprovou o desempenho e a segurança do produto por meio de testes padrão da indústria”, explicou um representante de Gwyneth.

OUTROS CASOS DE “EXPLOSÃO”

Vale lembrar que este não é um caso único de explosão da vela com “cheio de vagina”. Jody Thompson, de 50 anos, afirmou que “a vela explodiu e emitiu chamas enormes, com pedaços voando por toda parte”.

“Nunca vi nada igual. A coisa toda estava em chamas e muito quente para segurarmos! Parecia um inferno na sala”, disse a cliente, na época.

Porém, ao contrário de Colby, ela levou a situação na esportiva.

“Isso poderia ter incendiado a nossa casa! Foi assustador na época, mas engraçado olhando pra situação agora de que a vela da vagina de Gwyneth explodiu na minha sala de estar”, brincou.

LOUCURAS DA BLACK FRIDAY

Graças ao advento da Black Friday, ao longo dos anos o dia das melhores ofertas de todos os tempos tem mostrado que, quando há dinheiro para economizar, há também um lado negro das pessoas que se revela. Para ter uma noção de como os clientes ficam fora de controle, reunimos testemunhos de funcionários de varejo sobre casos inacreditáveis ocorridos no mais disputado dia de compra ao redor do mundo. E convidamos Neide Boa Sorte para contar algumas histórias e comentar as situações.

Embora as pessoas não consigam mais enfrentar as lojas físicas devido ao coronavírus, vale a pena reviver os horrores das compras presenciais da Black Friday e morrer de rir com os pitacos da nossa Diva do Humor.

*O ator Eduardo Martini é o criador e intérprete da personagem Neide Boa Sorte

Tags:

Idealizadora do site OFuxico, em 2000 segue como CEO e Diretora de Conteúdo do site. Formada em jornalismo pela Faculdade Casper Líbero, desde os anos 1980 trabalha na área do jornalismo de entretenimento. Apaixonada por novelas, séries, reality, cinema e estilo de vida dos famosos.


×