Mari Fernandez fala da ‘velocidade do sucesso’: ‘Nunca imaginei ser cantora’

Por - 22/07/22 às 12:44

Mari Fernandez sendo abraçada por fãsDivulgação

Mari Fernandez tem apenas 21 anos, pouco mais de um ano de carreira consolidada, mas já pode ser considerada uma das vozes femininas mais importantes na atualidade da música brasileira.

Conhecida pelo público pelo hit que explodiu no TikTok, “Não, Não Vou”, que atingiu o Top 1 das mais tocadas no Spotify Brasil, a cantora vem colhendo os frutos de seu talento e é a única artista de Forró a atingir a marca de todos os tempos.

Leia+: Mari Fernandez fala da ‘velocidade do sucesso’: ‘Nunca imaginei ser cantora’

Em conversa com o OFuxico, Mari Fernandez expôs toda sua humildade e revela que acha que tudo vem acontecendo muito rápido e que a única explicação para isso é Deus em seu caminho.

Mari Fernandez tirando foto com fãs
Divulgação

“Eu acho que tudo vem acontecendo muito rápido. A única explicação é Deus para tudo estar tão assim. A música que eu estourei foi ‘Não, Não Vou’ e não esperava estourar outra tão cedo, mas graças a Deus e a todos que estão curtindo meu trabalho, eu gravo, como sempre vou gravar, e a galera que diz se vai ser sucesso ou não. Ainda bem que a galera tem abraçado muito meu trabalho, independente de serem músicas com dancinhas ou mais românticas”, disse.

Outro sucesso de Mari, “Ficante Fiel”, parceria com Mad Dogz, chegou a posição 50 do ranking, “Vazou um Áudio”, feat com Avine Vinny, bateu o 72º lugar, enquanto “Agonia”, parceria com Vitor Fernandes, chegou a posição 182 do Spotify. Para a cantora, isso era algo impensável, já que ela estava muito feliz com o fato de ser compositora.

“Eu era compositora e nunca imaginei ser cantora. Eu achei que eu ia ser compositora, vender minhas músicas para outros artistas, eles iam estourar com a letras que eu fiz e queria criar uma condição financeira para gravar um CD, um álbum. Hoje, tendo a vida de artista, vejo que as coisas foram muito além de gravar um CD”.

Sucesso no Spotify

No início do mês, inclusive, ela apareceu no segundo lugar entre as artistas femininas mais escutadas, ficando atrás apenas de Marília Mendonça, que, mesmo após sua morte em 2021, segue entre as mais ouvidas pelo público.

“É inacreditável. Eu fiquei uma hora falando: ‘Será que não deu erro nesse bicho aí, não?’. Mas eu realmente isso é coisa de Deus, não é mérito meu, não. É Dele e dos meus fãs. É uma coisa que eu não esperava de jeito nenhum, eu, inclusive, nem sei dizer se já é uma realidade, se foi algo de momento, porque era um ranking semanal. Eu não posso falar que eu esperava, óbvio que eu não esperava, a única explicação é Deus”, afirmou.

Mostrando que o sucesso quis mesmo entrar na carreira de Mari Fernandez, ela já cantou com Xand Avião, Zé Vaqueiro, Simone e Simaria, com quem acabou de lançar “Eu quero Recair”, e gravou um DVD.

“O DVD vem dando certo e a galera vem curtindo e abraçando o trabalho. Tive grandes participações, como Xand Avião, Zé Vaqueiro, Simone e Simaria, que me ajudaram a fazer o DVD ser um projeto que a galera curtisse”, disse.

Fama subiu à cabeça?

Com a fama cada vez maior e o sucesso em ascensão, Mari Fernandez contou luta bastante para fazer com que a fama repentina não a mude e que ela “sempre seja a Mariana com suas qualidades e seus defeitos.

“É uma coisa que eu falo muito. Para mim, eu sou a mesma Mariana, tudo que eu sou hoje, tanto minhas qualidades, como meus defeitos como pessoa, são os mesmos que eu tinha antes de gravar meu primeiro álbum. Eu brigo muito por isso. Tem pessoas que, às vezes, chegam e me dão dicas sobre o modo de agir ou até de me vestir. Eu, se dependesse de mim, não fazia show de salto, acho que fica super desconfortável e eu falo: ‘Não vou fazer o show todo de salto só porque pé mais bonito, não’ e eu acho que são esses pequenos detalhes que fazem eu não perder a essência, eu sempre bato na tecla: ‘Galera, deixa eu ser assim, eu quero que as pessoas gostem de mim do jeito eu sou’. Quero que as pessoas gostem da Mariana, do jeito que eu fui desde a infância, não quero mudar por causa da fama. Isso, pra mim, não muda meu jeito de ser”, contou.

Mari Fernandez
Divulgação

“Eu estou preocupada em viver tudo que vem acontecendo do jeito que eu acho que tem que viver naquele momento, porque eu não me preocupo se amanhã eu não acertar mais músicas. Eu tenho cabeça o suficiente para voltar a ser a Mariana, para não cantar mais, para voltar a só compor e eu amo isso. Eu não me deslumbro com esse mundo. Hoje, eu moro em Fortaleza, posso morar em Miami por causa do trabalho, mas se eu precisar voltar morar em Alto Santo, que é minha terra natal, eu volto com todo orgulho do mundo”.

No entanto, com o sucesso, o número de shows aumenta – ela fez 35 só em junho – e Mari Fernandez entende que “tem que estar em todos os cantos” para que cada vez mais o público conheça seu trabalho. Com relação ao medo de acidentes, que acontecem algumas vezes com artistas que viajem muito, a cantora revela que “entrega sua vida a Deus” e pede proteção, além de tomar os cuidados que estejam ao seu alcance.

“Nenhum artista é obrigado a fazer. Os empresários oferecem e a gente tem que se preparar psicologicamente para fazer, que foi o que aconteceu comigo e eu aceitei. Acho que é uma grande virada de chave, porque muita gente que não me conhece, vai me conhecer aí e me preparei pra isso. E sobre os acidentes, a gente tem que entender que, infelizmente, se não fizer isso (viajar), não conseguimos chegar nos cantos andando a pé né? Então, entrego minha vida 100% a Deus. Mas eu mantenho os cuidados, por exemplo, meu ônibus não anda a mais de 90 km/h de jeito nenhum, a gente vai devagarzinho mesmo, na velocidade permitida para o ônibus e é isso. O negócio é chegar (risos)”, finalizou.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!

Formado desde 2010, já passou pelas editorias de esporte e entretenimento em outros veículos do país e atualmente está no OFuxico. Produz matérias, reportagens, coberturas de eventos, apresenta lives e ainda faz vídeos curtos para as redes sociais


×