‘Renascer’: Relembre o encontro de José Inocêncio e Santinha em 1993 e 2024. Vídeo!

Por - 23/01/24 - Última Atualização: 1 fevereiro 2024

‘Renascer’: Encontro de José Inocêncio e Santinha repete o encanto da primeira versão da novela

Atualizado em 01/02 13:52

E nesse dia, durante a passagem do Bumba Meu Boi por sua fazenda, José Inocêncio (Leonardo Vieira / Humberto Carrão) viu Maria Santa ( Patrícia França / Duda Santos) pela primeira vez .

“Renascer” mal estreou e já mostra que vai fazer história. Isso por não se tratar apenas de mais um remake. Estamos falando de uma nova versão com o mesmo DNA da versão original. Afinal, Bruno Luperi já mostrou que sabe como ninguém reescrever uma obra de seu avô, Benedito Ruy Barbosa. Isso já ficou provado em “Pantanal”, sucesso em suas duas versões.

Para aquecer o coração, OFuxico reuniu o mesmo momento da trama em suas duas versões, 1993 e 2024.

O Bumba Meu Boi

Em terras onde a cultura se dança e se canta, nasce o Bumba meu boi, expressão viva do folclore brasileiro, tingida pelas cores da alma de um povo. Em cada canto do Brasil, este festejo se desenrola, tecendo uma tapeçaria de música e dança, onde a história ganha vida e os corpos falam a língua da tradição.

Bumba meu boi, é arte popular, um relicário de histórias e ritmos, que a UNESCO e o IPHAN guardam como tesouros da humanidade e do Brasil. Sobrevivente das perseguições, ele emerge como um grito de liberdade da herança negra, um canto que desafiou as sombras de 1861 a 1868.

Dentre lendas e realidades, esta dança remonta ao século XVIII, no Nordeste, onde o boi era símbolo de força e riqueza. Neste palco de vida, Pai Francisco e Mãe Catirina protagonizam a lenda. Ela, grávida, ansiando pelo sabor da língua do boi; ele, um amor desmedido, sacrificando o boi mais nobre para saciar seu desejo. Mas da morte surge a vida, o boi renasce, e com ele, a alegria irrompe em festa, perdoando o casal apaixonado.

O Bumba meu boi se veste de muitos nomes pelo Brasil: boi-bumbá, boi de reis, boi-surubi, boi-calemba, rancho de boi, entre tantos outros. Cada nome, uma janela para uma cultura rica e diversa.

Na dança do Bumba meu boi, humanos e seres míticos se entrelaçam em uma trama de morte e ressurreição. Este folguedo, uma reminiscência dos autos medievais, é um diálogo entre o bem e o mal, uma celebração que ressoa como a batida do chifre do boi.

Idealizadora do site OFuxico, em 2000 segue como CEO e Diretora de Conteúdo do site. Formada em jornalismo pela Faculdade Casper Líbero, desde os anos 1980 trabalha na área do jornalismo de entretenimento. Apaixonada por novelas, séries, reality, cinema e estilo de vida dos famosos.