Terra e Paixão: Ramiro é o verdadeiro protagonista?

Por - 19/01/24 às 15:38

Ramiro (Amaury Lorenzo) em Terra e PaixãoFoto: TV Globo/Manoella Mello

Chega ao fim nesta sexta-feira, 19 de janeiro, a novela “Terra e Paixão”, da TV Globo, escrita por Walcyr Carrasco e Thelma Guedes, que atingiu várias vezes a marca da 30 pontos de audiência e fez um enorme sucesso entre os fãs, que criaram muitas teorias sobre a história.

Muitos personagens foram grandes destaques da história, e entre eles, está Ramiro (Amaury Lorenzo), capanga de Antônio (Tony Ramos) que começou apenas isso, um matador que seguia as ordens do patrão, até que conheceu Kelvin (Diego Martins) e passou a descobrir sentimentos por ele.

Aos poucos, Ramiro foi amolecendo e passando para o outro lado, além de assumir de vez por todas que ama o atual dono do Naitandei e também se arrepender de seus crimes, e chegou a trair Antônio e tentar resgatar Aline (Barbara Reis) de um cativeiro na qual ele mesmo a sequestrou. Aliás, seu intérprete chegou a ganhar o prêmio de “Ator Revelação” do “Melhores do Ano” no “Domingão com Huck” pelo papel.

Herói do capítulo final

Por fim, no capítulo final da história, segundo informações do Notícias da TV, o personagem Antônio será impedido de acabar com a vida de Aline durante seu casamento com Caio (Cauã Reymond), com Ramiro se transformando em herói ao impedir que o fazendeiro concretize seu plano de vingança.

O ex-funcionário do fazendeiro entrará em cena para acabar com a vingança cega de Antônio. Movido pelo ódio, Antônio faz de Kelvin seu refém. Temendo a morte de seu grande amor o jagunço tomará uma atitude desesperada para proteger Aline e o namorado. Ele atira e mata Antônio durante a cerimônia de casamento.

O delegado Marino, (Leandro Lima) será testemunha de tudo e será obrigado a prender Ramiro. Arrasado, Kelvin implora ao delegado para não prender o namorado, mas o policial dirá que a lei precisa ser cumprida. “Kevinho, eu ia ser preso mesmo… Ele só está fazendo o trabalho dele”, lamentará o capanga.

O clima de comoção tomará conta dos personagens, que refletirão sobre a morte de Antônio e o heroísmo de Ramiro, que já fez uma delação premiada e estava destinado à prisão, mas com pena será reduzida graças à revelação de todos os crimes cometidos a mando de seu ex-patrão. O desfecho da história acontece com direito a final feliz. Após uma passagem de tempo Ramiro é solto e se casa com Kelvin.

Verdadeiro protagonista?

Com isso, surge uma grande questão? Seria Ramiro então o grande protagonista de “Terra e Paixão” no final das contas? Pois ele tem uma grande jornada na história, começando como um vilão secundário e terminando como um grande herói, então vemos a transformação do personagem se enxergamos a trama por sua ótica.

Sem falar que, mesmo quando ele era vilão, ele já conquistou fãs com seu carisma e o romance com Kelvin, e os dois protagonizaram um beijo histórico na televisão brasileira em horário nobre, que foi muito mais além de ser apenas um selinho como era habituado a ser transmitido.

Ou seja, Ramiro teve a possível evolução mais grandiosa e bonita da história, e conseguiu ainda dar passos rumo à mais diversidade nas novelas, e não sairá impune dos crimes que cometeu, afinal, ele ainda ficará um tempo preso pagando pelo que fez, tornando sua redenção completa e bem-feita.

Tags: ,,

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×