Laudo aponta causa da morte de Ana Benevides, fã de Taylor Swift

Por - 21/11/23 às 09:42

Taylor Swift e Ana BenevidesLaudo aponta causa da morte de Ana Benevides, fã de Taylor Swift (Reprodução/Divulgação/Instagram)

O assunto que dominou o final de semana foi a passagem de Taylor Swift pelo Brasil. Desde que pisou por aqui, a voz de “Cruel Summer” acabou gerando todo tipo de acontecimento: desde uma homenagem no Cristo Redentor até uma triste morte de uma fã no Rio de Janeiro na primeira noite da “The Eras Tour”, a jovem de 23 anos, Ana Clara Benevides.

Até o momento não havia confirmações da causa da morte da jovem, mas um laudo médico apontou que a fã sofreu pequenas hemorragias, como apontou o IML do Rio de Janeiro. Os exames toxicológicos e histopatológicos com previsão de 30 dias de espera. O laudo foi emitido e divulgado pela CNN.

Durante a exibição do resultado no jornal, a delegada responsável pelo caso explicou algumas causas para que a hemorragia interna fosse possível, apontando as fortes ondas de calor juntamente com a desidratação como um fator primário, mas que não se pode dizer com 100% de certeza que foi o calor, já que ainda faltam dois exames para serem liberados:

“Calor, insolação e desidratação são alguns desses fatores, mas sem o resultado dos exames, não temos como afirmar que seja isso. Agora é prematuro afirmar que a Ana Clara morreu por hipertermia (excesso de calor). Se tudo der negativo, poderemos chegar à conclusão de que foi por causa do calor”.

Caso Devastador

Nas redes sociais, repercutiu-se muito o fato por conta de diversos fatores polêmicos e que atraíram a atenção de fãs, críticos e até alguns haters: A falta de água no primeiro show, sendo cobrada um valor de 8 reais em uma garrafa de 500ml; Tapumes, isto é, um tipo de revestimento de metal, foram colocados nas saídas de ar do Engenhão. A multidão também apontou a falta de segurança, com alguns arrastões acontecendo após o show.

  • Ana Benevides passou mal após a segunda música e se juntou a alguns outros fãs que também desmaiaram e precisaram de atendimento médico, justamente pelas fortes ondas de calor que chegavam a 37 graus com sensação térmica de 60.
  • A organização do evento, a T4F, foi bastante criticada pelas atitudes prévias a morte da fã e passou a ser mais quando a reportagem do “Fantástico” mostrou que a família, desolada, não tinha recebido apoio nem deles e nem da equipe de Swift.
  • A cantora publicou uma nota e disse que não iria falar sobre o assunto no show, o que foi bastante criticado já que outros nomes pararam o show para fazer uma homenagem em outros casos parecidos. Ela cantou “Bigger Than The Hole Sky”, assumindo-se de que era para Ana, já que é uma faixa do “Midnights” sobre luto.
  • Na segunda-feira, 20 de novembro, alguns fãs tentaram fazer uma homenagem após “Champagne Problems”, mas em conversa com a família de Ana, a ideia foi deixada de lado. Porém, algo chamou a atenção: Ao invés de seguir o roteiro em que após a canção, ela espera um pouco sentada no piano durante alguns minutos e conversa com o público antes de cantar “Tolerate It”, desta vez ela levantou prontamente e emendou uma conversa rápida, enquanto ouvia “Taylor, Eu te amo”. Alguns fãs apontaram que a atitude pode ter sido para evitar qualquer menção ao nome de Ana por parte dos Swifities, outros apontaram dizendo que foi exagero.

O velório de Ana foi realizado na segunda-feira, na Câmara dos Vereadores de Sonora no Mato Grosso do Sul. Já o sepultamento ocorreu na cidade Pedro Gomes, também no estado citado. Tudo isto com a ajuda dos fãs que fizeram uma vaquinha para transportar o corpo e cobrir os custos do velório, já que sua família não tinha condições.

Em formação no Jornalismo pela UMESP. Escreve sobre cultura pop, filmes, games, música, eventos e reality shows. Me encontre por aí nas redes: @eumuriloorocha


×