Cissa Guimarães chora, ao receber a notícia mais esperada de sua vida. Entenda!

Por - 04/09/23 às 10:02

Cissa GuimarãesCissa Guimarães relembra morte do filho e 'celebra' notícia (Reprodução/Gshow/Globoplay)

Cissa Guimarães luta há 13 anos pela condenação dos dois responsáveis pela morte de seu filho, Rafael Mascarenhas, que foi morto em 2010 após ser atropelado na madrugada por Roberto Bussamra e Rafael de Souza Bussamra. O pai do rapaz pagou proprina para a polícia militar liberar o filho e levou o carro para um desmanche ilegal. O filho disputava um racha, há mais de 100km, e acabou atingindo o filho da apresentadora, que morreu horas depois.

No domingo, 3 de setembro, Guimarães concedeu uma entrevista exclusiva ao Fantástico, onde a atriz pode contar um pouco mais sobre o alívio da decisão jurídica que condenou os dois pelas práticas ilegais:

“Treze anos não são 13 dias. É um alívio a justiça ser feita. E, vencer essa batalha, que eu acho que já tinha que ser vencida há tanto tempo… Mas eu nunca desisti, nunca mesmo”.

A pena foi determinada em agosto do ano passado. A intimação pela Justiça do Rio era o que faltava para colocar Roberto e Rafael na cadeia, já a condenação aconteceu em 2015, em janeiro, e não puderam mais recorrer em nenhuma instância jurídica desde maio deste ano.

Cissa ainda contou como foi a sensação de ouvir a pena, ter consciência de que a justiça estava sendo feita, mas ao mesmo tempo relembrar sentimentos de mais de uma década:

“É reviver tudo de novo. Tudo de novo. É reviver exatamente, literalmente, tudo de novo. Eu sei que nada vai trazer meu filho de volta, mas essa justiça precisa ser feita”.

Condenação

A pena previa que Rafael iria cumprir 12 anos e nove meses, mas após recorrer, cumpre três anos e seis meses por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Já Roberto, foi inicialmente condenado há oito anos e 11 meses, cumpre 3 anos e 10 meses por corrupção. Ambos irão realizar o regime semiaberto: Quando se dorme na prisão e trabalha durante o dia.

Sentimentos

Durante a mesma reportagem, Cissa relembrou que Rafa, seu filho, completaria 32 anos. Relembrando o caso da propina, a atriz se indignou

“O cara corrompeu a polícia militar por mil reais. Depois, no dia seguinte, dar mais nove mil, porque o total o policial era dez mil. Quer dizer, enquanto isto estava sendo discutido, tinha uma pessoa morrendo”.

A reportagem relembrou que as penas foram diminuídas porque, enquanto as investigações aconteciam, os crimes de Fuga do Local; participação de racha e adulteração do veículo prescreveram.

A morosidade da justiça foi um ponto que Renata Ceribelli questionou à Cissa e o quanto isto foi machucando-a:

“Imensamente. Eles foram presos, mas não ficaram nem uma semana. Aí você vê (durante estes anos) que eles estão soltos, vivendo uma vida. Não posso imaginar que eles estejam felizes, mas pode ser que eles estejam. Eu não vou ter meus netos, filho do Rafa. Ele vivia o início da vida dele, ia gravar o primeiro disco e estava apaixonado pela primeira vez na vida”.

Outra indignação que Cissa levantou, foi a de que ninguém da família dos criminosos procuraram a dela para pedir perdão:

“Ninguém da família nos procurou. Eu queria um pedido de perdão. Eu até tenho a impressão de que perdoaria. Tenho momentos que fico ‘louca’, com uma raiva e eu me acalmo, eu sei que isso é o Rafa. É como se eu escutasse ele dizendo: ‘Mãe, calma!’.”

Ela relembra que os encontrou em 2015, no último julgamento, e relatou que eles passaram por ela, sem nem olhar em seus olhos. Ela também finalizou o momento dizendo:

“Ele faria 32, eu celebro a chegada e a partida dele. Eu agradeço muito. Apesar de ser a maior dor do mundo, eu nunca, nunca vou superar e recuperar ele, eu agradeço tanto por ele ter vindo para mim”.

A Notícia

Renata Ceribelli, então, relembrou Cissa que ela disse que só teria um alívio ao sair a expedição e a ordem judicial. Naquele momento, tinha acabado de sair e a jornalista comunicou a mãe de Rafa, que reagiu com lágrimas e arrancou algumas de Renata. Por fim, ainda soluçando de chorar, a única coisa que a atriz conseguiu dizer foi:

“Meu Deus… Salve, Rafa! Isso é para todas nós!”.

A defesa dos criminosos não se manifestou a reportagem, mas confirmou que iriam se apresentar em 15 dias para cumprimento da pena. Por fim, Cissa finalizou dizendo o que aprendeu com seu filho:

“Ele me ensinou o amor e é isso que eu guardo mais forte e que me dá força.”

Tags: ,

Em formação no Jornalismo pela UMESP. Escreve sobre cultura pop, filmes, games, música, eventos e reality shows. Me encontre por aí nas redes: @eumuriloorocha


×