No Limite – Amazônia: Eliminação destaca machismo, traição e jogo sujo. Quem saiu?

Por - 21/07/23 às 08:16

Equipe Jenipapo - No Limite AmazôniaA Jenipapo ganhou a prova do priviliégio, mas foi para o portal de eliminação - Foto: Reprodução/ TV Globo

Segundo episódio e a tensão já toma conta da floresta! A noite de quinta-feira, 20 de julho, mostrou que limites é algo que participantes do reality estão dispostos a não ter. O programa teve nada menos do que seis brigas quentes, coroando na inesperada eliminação de Pipa com cinco votos, após uma armação de Marcos, carregada de machismo e jogo sujo.

A vice-campeã da primeira edição do game acabou virando alvo depois de reclamar de Euclides e Guilherme durante uma das provas. E ganhou reforço com a armação de Marcos que alegando lutar por uma final entre homens, mentiu para Amanda afirmando que Guilherme estaria imune, induzindo a participante a votar em Pipa

A gaúcha levou cinco votos, contra três de Guilherme. Não por acaso, o episódio ganhou o título de “A Traição”. Amanda, ao se dar conta de que havia caído no conto do caubói, arregalou os olhos, mas já era trade.

Surpresa com a eliminação, Pipa desabafou: “Esse não é um jogo de gênero, então façam as alianças certas”, disse ela.

AS PROVAS E AS TRETAS

As equipes Jenipapo e Urucum mais uma vez saíra em busca de privilégios que garante mais comidas e um melhor acampamento e imunidade, com permanência dos participantes por mais dias.

No episódio anterior, Monica Carvalho, ao sair do reality deixou uma dica para o Ídolo da Imunidade para Paulo Vilhena. O ator encontrou e poderá usar o benefício em um Portal que tenha até 10 participantes.

Logo no início do episódio, Guilherme e Pipa se desentenderam. O carioca se exaltou expôs questões raciais, alegando que não era escutado e sempre interrompido. A gaúcha disse que entendia a colocação dele. Carol Nakamura, por sua vez, pontuou que ele estava desvirtuando a conversa pra um lado que não estava e debate.

“A gente sabe que a tua história e a dos negros no Brasil é de muito sacrifício. Eu tenho muito respeito por todos vocês”, disse Pipa.

Antes a prova dos privilégios, Fernando Fernandes escondeu uma pista sobre um Amuleto da Imunidade. Carol e Amanda ficaram sentadas ao lado do pergaminho com a dica, mas não o pegaram e ele retornou para as mãos do apresentador. 

Na prova, os participantes precisavam remar, lançar rede e correr em busca de comida. Após uma reviravolta, a equipe Jenipapo venceu a prova e escolheu dividir alguns itens com o grupo Urucum, que perdeu a terceira prova consecutiva. 

Veio, então, uma tretinha básica. A equipe Urucum se reuniu para discutir o que estava errado. Paulo Vilhena estava no comando da Prova do Privilégio, em que algumas etapas exigia guiar uma canoa. Paulinha não gostou da forma como ele a tratou e ouviu o pedido de desculpas do ator: “peço desculpa é que a maneira que eu ajo dentro de uma competição é aquela. Eu peço desculpas porque eu sei que eu saio do tom em alguns momentos”.

Antes de saírem para a Prova, Euclides fez um comentário que desagradou as meninas da equipe Jenipapo: “Alguns ainda não caíram a ficha de que estão aqui”. Carol não gostou do que ouviu. Amanda comentou com ela e Simoni sobre criarem um elo feminino: “A única forma da gente se defender é se unir. Eu vou proteger uma mulher sempre”, disse Amanda.

A Prova de Imunidade exigiu habilidade diante de lógica e enigmas. Várias pistas precisavam ser desvendadas para achar as chaves que libertariam dois participantes pendurados em jaula. A Urucum levou a melhor. Com isso a equipe Jenipapo foi para o Portal da Eliminação e Pipa deixou o game, graças à mentira, traição e machismo.

Pipa - No Limite Amazônia
Pipa recebeu cinco votos e deixou o reality – Foto: Reprodução; TV Globo

Siga OFuxico no Google News e receba alertas sobre as principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!

---

Tags:

É jornalista formada pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa pela Estácio de Sá. Ela é nosso braço firme no Rio de Janeiro e integra a equipe de OFuxico desde 2003. @flaviacirino


×