Carnaval: Thelma Assis curte folia após arrasar pela Mocidade

Por - 11/02/24

Thelma Assis curtindo Carnaval de São PauloThelma Assis curtiu Carnaval de São Paulo após desfilar (Foto: Patrícia Devoraes/Brazil News)

Atual campeã do Carnaval de São Paulo, a Mocidade Alegre não está pra brincadeira e quer levantar a taça novamente. Passista da agremiação desde muito antes de ficar famosa ao participar do BBB 20, Thelma Assis claro que participou do desfile. Mas como uma boa amante do Carnaval, Thelminha não foi embora depois de dispersar no Sambódromo do Anhembi, permanecendo por lá.

Carnaval 2024: Mocidade Alegre quer repetir o título com a Brasiléia de Mário de Andrade

A médica foi clicada posteriormente no Camarote Bar Brahma, curtindo o restante da segunda noite do grupo Especial das escolas de samba de São Paulo. Ela posou muito sorridente no espaço, e exibiu seu look preto justinho com detalhes de mão espalhados. Aliás, elas estavam com a unha pintada de vermelho, tal qual estavam as de Thelma Assis.

Thelminha conversou com OFuxico!

Aliás, OFuxico esteve na avenida e entrevistou Thelminha antes de entrar na Avenida. Ela firmou que o “frio na barriga” em arrasar desfilando nunca deve se perder: “Não perde. O dia que perder o frio na barriga, perdeu a graça. Acho que toda vez que a gente se expõe, todas as vezes que a gente se propõe a mostrar a arte para as pessoas, o frio na barriga tem que fazer parte”.

Eventualmente, ela falou de sua fantasia: “A fantasia representa o que a gente vai contar, o amor por São Paulo. Coração paulistano é o nome da fantasia”. Por fim, Thelma Assis garantiu que estava preparada para cumprir sua meta: “Tá tudo certo, estou muito emocionada”.

Receba as notícias de OFuxico no seu celular

Detalhes do desfile da Mocidade Alegre

A Morada do Samba apresentou a história de um dos nomes mais importantes da cultura brasileira: o paulistano Mário de Andrade, com o enredo “Brasiléia Desvairada: A busca de Mário de Andrade por um país”. Há 100 anos, em 1924, Mário de Andrade escreveu carta a Carlos Drummond de Andrade em que dizia: “É no Brasil que me acontece viver e agora só no Brasil eu penso e por ele tudo sacrifiquei”.

De acordo com o carnavalesco Jorge Silveira, não se trata de uma homenagem a Mario de Andrade, tampouco à cidade de São Paulo. “Eu e o pesquisador Leonardo Antan, meu parceiro na concepção da narrativa, somos apaixonados por brasilidade. No ano passado, a gente foi para a África, passou pelo Japão, até voltar para São Paulo”, disse Jorge, primeiramente.

Em seguida, prosseguiu: “Sentimos a necessidade de reconectar a nossa linguagem até a linguagem da Mocidade Alegre e a brasilidade. Esse ano é muito simbólico, porque São Paulo completa 470 anos e nós acabamos chegando a uma viagem que o poeta Mário de Andrade fez no ano de 1924, exatamente 100 anos atrás”, destacou.

Fãs pedem substituição de Patrícia Poeta por Thelma Assis. Entenda!

Por fim, ele detralhou: “A gente vai abrir o caderno de viagem das anotações do poeta Mário de Andrade e vamos traduzir em carnaval as percepções que ele teve sobre os diferentes brasis que ele conheceu quando ele fez essa viagem”.

---

Tags: ,,,

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.