Ana Hickmann celebra boa notícia: ‘A vida segue’

Por - 30/11/23 às 11:45

Ana HickmannAna Hickmann - Reprodução/Instagram

Ana Hickmann começou a quinta-feira (30) de bem com a vida, depois de tudo que vem passando, após ser agredida pelo marido Alexandre Correa. Apesar da notícia que seu pedido de divórcio pela Lei Maria da Penha foi negado, a apresentadora recebeu uma “boa notícia”.

“Olha a cara da pessoa que já acordou hoje melhor, de bem com a vida, porque a vida segue. Principalmente, quando a gente tem uma boa notícia, aquilo que é ruim fica para trás, fica no passado. Vida nova, ciclo novo, e é isso que eu quero”, disse, sem revelar qual seria a boa notícia.

A justiça decidiu que os processos do divórcio e a respeito da agressão correrão em separado, por causa da complexidade das questões financeiras, além da guarda do filho deles, Alexandre.

Nas redes sociais, Ana Hickmann voltou a posar com seus cachorros, os quais ela chamou de “super-heróis” e fez uma publicação em parceria com um hospital veterinário para falar da saúde dos animais.

Ana Hickmann enfrentou uma reviravolta em sua disputa judicial contra o ex-marido, Alexandre Correa, na terça-feira, 28 de novembro. A apresentadora, que acusa Correa de agressão física e má gestão de seu patrimônio, teve seu pedido para que o processo de divórcio fosse regido pela Lei Maria da Penha negado pelo juiz da 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Itu.

Como resultado, o processo foi encaminhado para a Vara da Família e Sucessões de Itu, sem a aplicação da celeridade prevista pela Lei Maria da Penha. O juiz fundamentou sua decisão, destacando a complexidade das questões financeiras envolvidas na separação.

O magistrado explicou que “as alegadas agressões representam apenas a “primeira faceta visível” de um processo mais amplo de deterioração, relacionado à quebra de confiança na administração conjunta de empreendimentos e bens”. O despacho também ressaltou “a competência específica da Vara de Família e Sucessões para lidar com questões de alta complexidade e especialidade, especialmente relacionadas à guarda e visitas ao filho menor do casal”.

Assim, o juiz não retirou nenhum direito de Ana, apenas separou o processo de divórcio da Lei Maria da Penha, mantendo a acusação de agressão e a medida protetiva sob a jurisdição adequada. O divórcio, dada sua complexidade, seguirá como uma discussão à parte na Vara de Família e Sucessões.

Formado desde 2010, já passou pelas editorias de esporte e entretenimento em outros veículos do país e atualmente está no OFuxico. Produz matérias, reportagens, coberturas de eventos, apresenta lives e ainda faz vídeos curtos para as redes sociais


×