Mãe de Larissa Manoela pede arquivamento de denúncia por intolerância religiosa

Por - 11/11/23 às 09:30

Silvana e Larissa ManoelaReprodução

Silvana Taques, mãe da atriz e influenciadora Larissa Manoela, acaba de entrar com uma ação judicial pedindo o arquivamento da denúncia contra racismo religioso. Em comunicado enviado à imprensa, Maiko Roberto Maier, do escritório Silva & Silva Advogados, de Florianópolis (SC), alega que”não existem indícios mínimos de provas contra Silvana, por isso o caso deve ser arquivado”.

Leia o comunicado:

“Os advogados de Silvana Taques, mãe da atriz e influenciadora Larissa Manoela, acabam de entrar com uma ação judicial pedindo o arquivamento da denúncia contra racismo religioso. Conforme Maiko Roberto Maier, do escritório Silva & Silva Advogados, de Florianópolis (SC), não existem indícios mínimos de provas contra Silvana, por isso o caso deve ser arquivado.

A mãe da atriz foi acusada em agosto deste ano por meio de uma denúncia apresentada pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa no Estado do Rio de Janeiro. A acusação alegou a prática de intolerância religiosa pois, na conversa em que teve com a filha em um aplicativo de conversas, Silvana teria chamado a família do genro, André Luiz Frambach, de “macumbeira”.

Contudo, de acordo com Maier, o processo teve início a partir de um print de conversas do WhatsApp, sem que fosse possível comprovar a sua verdadeira autenticidade. “Isso acarreta a ilegalidade da prova”, conforme Maier explica.

A partir de agora, os delegados responsáveis pela acusação analisam o pedido de arquivamento do caso.”

Para quem não se recorda, em setembro, André Luiz esteve na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), no Rio de Janeiro, para prestar depoimento no caso de suposta intolerância religiosa.

O desdobramento é mais um capítulo do caso de rompimento da ex-atriz mirim com os pais, que foram acusados de controlar suas finanças e vida pessoal. Além das polêmicas em torno do dinheiro de Larissa, a família está envolvida em um caso que está sendo investigado pela polícia.

Jornalista desde 2000, iniciou a carreira como redatora do site OFuxico em 2002. Anos mais tarde, trabalhou como editora no site Famosidades (MSN), tendo passagem ainda como repórter na Quem, jornal Agora S. Paulo (Folha de S. Paulo), R7 e retornou em 2015 como editora do site OFuxico.


×