O que você não percebeu no final de ‘Terra e Paixão’!

Por - 20/01/24 às 15:05

Terra e Paixão: Finais que passaram despercebidos, mas estiveram lá! (Reprodução/Globo)Terra e Paixão: Finais que passaram despercebidos, mas estiveram lá! (Reprodução/Globo)

“Terra e Paixão” acabou para a tristeza de muitos e alegria de alguns. Mas, a novela deixou seu legado mostrando a força e o motivo dos veteranos serem alvo de disputa entre autores e como um casal homoafetivo bem construído pode marcar a história. Dentre tantos acontecimentos no final da novela, existe um final secreto, ou quase isso, que os menos atentos não conseguiram pescar.

Dentre teorias e fatos consumados no próprio episódio, o autor Walcyr Carrasco colocou a sua marca na novela com um final redondo e com a surpresa da revelação final da morte de uma das grandes vilãs da trama: Agatha (Eliane Giardini). E é aqui que está o ponto que deixou os dois assassinos mais conectados.

Ciclos Vitais

Sabia-se que a mulher tinha morrido, supostamente, há 20 anos. Ao voltar para a cidade, ela resolveu fazer as pazes com seus filhos, namorados e botar a mão na grana de Antônio (Tony Ramos). No final, só existiam duas pessoas que sabiam que ela não tinha morrido coisíssima nenhuma: Angelina (Inez Viana) e Gentil (Flávio Bauraqui). Guardando esse segredo por muito tempo, os dois fecham completamente o arco da história com o segredo da morte da vilã: se antes eram os únicos que sabiam da sua vida, agora são os únicos que sabem a verdade por trás do seu assassinato.

De volta?

No começo da novela, o grande primeiro desfecho foi o que aconteceria com Antônio: Cadeia? Sumiço? Morte? Acertou quem apostou na última! Claro, vivo ele não deixaria ninguém em paz. Ramiro (Amaury Lorenzo) foi quem acertou três tiros certeiros no vilão. E aqui, algumas coisas intrigaram.

O assassino e ex-capanga se recusou a dar tiros em Agatha. Irene (Gloria Pires) pegou a arma e terminou o serviço dando três tiros no peito dela. No final, Ramiro fez o mesmo para proteger Kelvin (Diego Martins), dando à ele o mesmo fim de sua eterna amada maléfica: três tiros no peito.

Agora, se toda vida começa com uma morte, como algumas teorias apontam, será que o mesmo autor de “Alma Gêmea” usou a técnica de ressurreição? Para quem não se lembra: Serena, recém-nascida, nasceu ao mesmo tempo que Luna levou um tiro. Sua alma ressurge no corpo da menina, dando início a saga dela.

Esse tipo de teoria, de que alguém pode morrer e voltar imediatamente, é completamente descabida para os Espíritas que, embora acreditem na reencarnação, explicam que as coisas não são assim. Existe todo um tempo necessário para que um espírito retorne à Terra. Mas na ficção tudo é permito.

Já em “Terra e Paixão”, quanto Antônio fecha os olhos, um dos filhos de Aline (Barbara Reis) nasce. Seria este o real desfecho da trama? O mesmo homem que a perseguiu até extrapolar os limites, tem sua ressurreição com filho. A possibilidade existe, mas não nesse intervalo tão breve.

O fato é que só teríamos essa resposta se houvesse uma nova temporada da novela, coisa que parece impossível. “Renascer” estreia na segunda-feira, 22 de janeiro, dando início a uma nova saga e espaço a uma nova versão do clássico de Benedito Ruy Barbosa.

---

Tags:

Em formação no Jornalismo pela UMESP. Escreve sobre cultura pop, filmes, games, música, eventos e reality shows. Me encontre por aí nas redes: @eumuriloorocha


×