P. Diddy chega a acordo milionário em caso de estupro e tráfico sexual

Por - 18/11/23 às 22:00

P. Diddy, CassieP. Diddy, Cassie / Reprodução / Instagram

Horas depois que foi difundido que a cantora Cassie, ex-namorada de Sean ‘P.Diddy’ Combs, tinha aberto um processo contra o rapper, acusando-o de estupro, abuso sexual e tráfico sexual, o cantor e sua ex-protegida chegaram a um acordo para que ela desistisse da ação legal. Segundo o jornal “Daily Star”, Combs e Cassie “resolveram o processo amigavelmente”.

Uma ação judicial foi movida pela cantora, cujo nome verdadeiro é Cassandra Ventura, alegando que o rapper abusou dela durante anos, começando quando ela tinha 19 anos. Documentos judiciais afirmam que Cassie sofreu abusos nas mãos do produtor musical, com quem ela assinou em 2005.

O acordo foi anunciado na sexta-feira (17) pelo advogado de Cassie, Douglas Wigdor, que disse que o acordo era para “satisfação mútua” de ambas as partes, mas não revelou quaisquer termos. O ex-casal divulgou declarações dizendo que o acordo foi alcançado “amigavelmente”, com Diddy desejando a “Cassie e sua família tudo de bom”.

A modelo Cassie, por sua vez, compartilhou nas redes sociais: “Decidi resolver este assunto amigavelmente, em termos de que tenho algum nível de controle. Quero agradecer à minha família, fãs e advogados por seu apoio inabalável.”

No processo, Cassie, agora com 37 anos, acusou Diddy, 54, de ser “propenso à raiva incontrolável” e de submetê-la a numerosos espancamentos “selvagens”, onde ele a ‘socou, chutou e pisoteou’, forçando-a a usar drogas e fazer sexo com outros homens com ele assistindo e se masturbando, revelam os documentos.

Em 2018, Cassie tentou terminar o relacionamento, mas ela alega que ele a estuprou depois de forçá-la a entrar em sua casa em Los Angeles. A denúncia diz: “Quando ela acreditou que finalmente havia se separado de seu agressor de longa data, ela se juntou ao Sr. Combs para um jantar, após o qual ele a forçou a entrar em sua casa e a estuprou enquanto ela repetidamente dizia ‘não’ e tentava afastá-lo.”

Numa declaração ao “The New York Times”, Cassie disse: “Depois de anos de silêncio e escuridão, estou finalmente pronta para contar a minha história e falar em meu nome e em benefício de outras mulheres que enfrentam violência e abuso nas suas vidas e relacionamentos.” Ben Brafman, advogado de Diddy, declarou na quinta-feira: “O Sr. Combs nega veementemente essas acusações ofensivas e ultrajantes.”

Ele também disse: “Nos últimos seis meses, o Sr. Combs foi submetido à demanda persistente de US$ 30 milhões da Sra. Ventura, sob a ameaça de escrever um livro prejudicial sobre o relacionamento deles, que foi inequivocamente rejeitado como chantagem flagrante. Apesar de retirar sua ameaça inicial, a Sra. Ventura recorreu agora à ação judicial repleta de mentiras infundadas e ultrajantes, com o objetivo de manchar a reputação do Sr. Combs.”

Não se sabe o resultado do acordo, mas afirma-se que Cassie desistiu do caso – que não poderá abrir mais no futuro – por um valor milionário de indenização.

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.


×