BBB 24: Davi está repetindo a trajetória de Bambam, campeão do ‘BBB 1’? Entenda!

Por - 29/01/24

BBB 24 - Davi com almofada, Kléber Bambam e Maria Eugênia

Excluído, rejeitado, criticado, centro das tretas. Podemos dizer que essas características são comuns a Kléber Bambam e Davi. Quando o paulistano participou da primeira edição do BBB, nem ele, muito menos nós, público, tínhamos ideia do que seria o jogo e como os participantes deveriam driblar as armadilhas do dia a dia do confinamento.

Naquela época, em 2002, Bambam era exatamente como o baiano: desacreditado e visto com olhares de “o que ele está fazendo aqui?”. Entre o público, havia momentos de amor e ódio.

Mas foram as atitudes dos participantes, cada vez mais execrando o rapaz, que fizeram dele campeão. Na verdade, houve um pulo do gato”: Maria Eugênia.

Trata-se de uma boneca de latam feita no confinamento, pelo brother, justamente por não ter com que conversar. Maria Eugênia se tornou sua única e melhor companhia

Era coma boneca que ele interagia. E a “parceria” fico tão séria que ele não se desgrudava do objeto. Inclusive na final, disputada com Vanessa Pascale, atriz que participou da reta final de “Terra e Paixão”

O sucesso era tamanho que Maria Eugênia virou boneca de verdade, comercializada por longo tempo. É bem provável, entretanto, que Davi sequer saiba essa história.

A almofada de Davi

O baiano de 21 anos sequer tinha nascido quando Bambam venceu o “BBB1” com sua Maria Eugênia ao lado. Nem mesmo a reprise da primeira edição, exibida em 2021 no Canal Viva, ele acompanhou.

Davi só assistiu ao “BBB23”, graças à persistência da médica Amanda Meirelles. Ele ficou sabendo que ela entrou no game determinada a vencer e com o prêmio, pagar o financiamento da faculdade de Medicina. É justamente essa intenção do motorista de aplicativo.

Talvez por isso não dê para pensar que o baiano quis fazer VT ao transformar uma almofada da área externa em sua companheira. Excluído, isolado, sem ter com quem conversar, ele usou o fio dental da casa para amarrar uma almofada.

O brother chegou a usar diversos pedaços do produto para dividir a almofada em duas partes, usou ainda discos de algodões e anéis de lata.

Decidido a ficar sozinho desde que macetado no “Sincerão”, acusado de desperdiçar comida, ser agressivo, manipulador, entre ouras coisas, o baiano não fez da almofada sua companheira, como era Maria Eugênia para Bambam.

O brother chegou a comparar a almofada à sua namorada, chamando o objeto de “Minha Bolinha”. Contudo, ele enfatizou que quando ele quiser conversar, vai no Confessionário falar com a psicóloga.

Tags: ,,

É jornalista formada pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa pela Estácio de Sá. Ela é nosso braço firme no Rio de Janeiro e integra a equipe de OFuxico desde 2003. @flaviacirino