Preta Gil: Saiba o que é a histerectomia abdominal, delicada cirurgia da cantora

Por - 21/08/23 às 09:19

Preta Gil de vestido verdePreta Gil precisará de três meses de repouso - foto: Reprodução/ Instagram @pretagil

Ao atualizar seu estado de saúde, no domingo, 20 de agosto, Preta Gil detalhou que passou por dois procedimentos cirúrgicos, conforme OFuxico destacou. A artista de 49 anos continua internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde se recupera da retirada de um tumor no intestino e de uma histerectomia.

Preta ainda explicou que fez “duas cirurgias em uma” durante as 14 horas que ficou na mesa de operação.

Mas o que é a histerectomia? Trata-se de um procedimento cirúrgico de retirada do útero, que também pode incluir a retirada do colo do útero. A cirurgia pode ser classificada como parcial ou total, também denominada como radical. A de Preta Gil foi total, com a retirada do corpo e o colo do útero.

O que define se o procedimento é parcial ou total é a retirada apenas do corpo do útero ou do colo do útero também. O procedimento é, normalmente, indicado para mulheres com problemas graves na região pélvica, como câncer de colo do útero, câncer de ovário em estágio avançado, infecções, miomas, hemorragias, endometriose grave e prolapso uterino.

COMO É FEITA A HISTERECTOMIA TOTAL

Preta Gil fez a histerectomia total e abdominal, ou seja, a via de acesso ao útero foi feita através de uma incisão no abdômen.

Outra alternativa é a histerectomia vaginal, quando o acesso ao útero se dá através de uma incisão no canal vaginal da paciente. Há também histerectomia laparoscópica, quando os cortes são feitos no umbigo e na vagina.

O QUE ACONTECE COM QUEM FAZ ESSA CIRURGIA

Os únicos efeitos que a cirurgia de retirada do útero produz na mulher são a ausência de menstruação e a impossibilidade de gerar filhos. Os hormônios ovarianos continuam a ser produzidos.

Em casos de histerectomia parcial, pode ser que a paciente tenha sangramentos cíclicos, parecidos com a menstruação, em função de algum resquício de parte do endométrio.”

Há ainda outras possíveis consequências, como perda de libido e lubrificação ou dor durante a relação sexual.

COMO É A RECUPERAÇÃO

Após a Histerectomia, a paciente deve permanecer em repouso relativo – quando as atividades diárias que não exigem esforço são permitidas – durante pelo menos três meses.

Deve-se evitar levantar pesos, praticar exercícios físicos e fazer movimentos bruscos durante esse período. Apesar dos esforços estarem proibidos nos três meses de pós-operatório, o tempo de recuperação após retirada do útero costuma variar de duas a seis semanas. 

Faça parte da comunidade oficial OFuxico no WhatsApp e receba as notícias sempre em primeira mão. 

Tags:

É jornalista formada pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa pela Estácio de Sá. Ela é nosso braço firme no Rio de Janeiro e integra a equipe de OFuxico desde 2003. @flaviacirino


×