Salma Hayek lamenta morte de Matthew Perry: ‘Amigo, você se foi muito cedo’

Por - 30/10/23 às 19:40

Salma Hayek, Matthew PerrySalma Hayek, Matthew Perry / Reprodução / Instagram/PrimeVideo

A atriz Salma Hayek foi uma, das várias celebridades que lamentaram com tristeza a morte de Matthew Perry. O ator de 54 anos foi encontrado sem vida, no sábado 28 de outubro, na banheira de hidromassagem de sua casa em Los Angeles, e agora sua morte está sendo investigada pelas autoridades.

Salma lembrou com carinho de quando os dois protagonizaram a comédia romântica “E Agora, meu Amor?” [Fools Rush In], em 1997. No ano passado o ator respondeu a um usuário sobre qual o melhor filme que já fez, e ele nomeou essa produção que fez com a atriz mexicana.

Salma compartilhou algumas fotos deles juntos e comentou: “Há dois dias, acordei com a notícia chocante de que Matthew Perry não está mais entre nós. Levei alguns dias para processar essa profunda tristeza. Existe um vínculo especial que acontece quando você compartilha sonhos com alguém e juntos trabalham para alcançá-los”, disse.

“Fiquei muito emocionada no ano passado quando Matthew compartilhou em suas histórias no Instagram o quanto ele amava ‘Fools Rush In’ e como ele achava que aquele filme que fizemos juntos era provavelmente o seu melhor filme”, contou. “Ao longo dos anos, ele e eu relembramos aquele período significativo de nossas vidas com um profundo sentimento de nostalgia e gratidão.”

Salma finalizou seu post, despedindo-se de Perry: “Meu amigo, você se foi muito cedo, mas continuarei a valorizar sua tolice, sua perseverança e seu lindo coração. Adeus, querido Matthew, nunca esqueceremos você.”

Amizade e Motivação

Na biografia que lançou ano passado, “Friends, Lovers and the Big Terrible Thing”, Matthew Perry falou abertamente sobre seus problemas com o vício, mas confessou também que, embora seja reconhecido pelo seu trabalho na série “Friends”, ele não gostaria que isso fosse a primeira coisa que alguém pensasse sobre ele , após sua morte, e sim, gostaria de ser lembrado pela diferença e/ou inspiração que fez na vida de alguém que também estava lidando com os vícios, assim como ele.

“Quando eu morrer, sei que as pessoas vão falar sobre ‘Friends, Friends, Friends’… E estou feliz por isso, feliz por ter feito um trabalho sólido como ator, bem como por ter dado às pessoas múltiplas chances de zombar das minhas lutas na rede mundial de computadores… mas quando eu morrer, no que diz respeito às minhas conquistas, seria bom se Friends estivesse listado bem atrás das coisas que fiz para tentar ajudar outras pessoas. Eu sei que isso não vai acontecer, mas seria bom”, compartilhou Matthew.

Perry afirmou que gostaria de ser lembrado como uma pessoa que ajudou alguém a sair dos vícios da bebida ou das drogas. E é precisamente com essa homenagem que o ator Hank Azaria, está se despedindo do ator.

Azaria, que atuou em séries como “Mad About You”, “Friends”, “Os Simpsons”, está prestando homenagem a seu amigo de longa data. O ator de 59 anos compartilhou uma mensagem de vídeo em homenagem a Matthew, onde ele o chama de “o homem mais engraçado de todos os tempos”:

“Matthew foi o primeiro amigo que fiz em Los Angeles, quando me mudei para lá. Eu tinha 21 anos e ele 16”, compartilhou Hank no Instagram. “Matthew e eu nos tornamos bons amigos e éramos mais como irmãos por muito tempo. Bebemos muito juntos, rimos muito juntos, apoiamos um ao outro no início da nossa carreira”, começou dizendo.

“Eu realmente o amei. Muitos de nós que éramos próximos dele sentíamos que o tínhamos perdido para as drogas e o álcool há muito tempo porque – como ele documentou em sua autobiografia – havia muito sofrimento”, continuou Hank, falando sobre o livro de memórias. “Tive que pegar e largar aquela biografia, tipo, 11 vezes, foi muito doloroso ler”, confessa.

Hank – que é um alcoólatra em recuperação – também refletiu sobre como a luta de Matthew contra o vício afetou sua amizade: “Sou um cara sóbrio há 17 anos e quero dizer que, na noite em que entrei no AA [Alcoólicos Anônimos], Matthew me levou. Durante todo o primeiro ano em que estive sóbrio, fomos às reuniões juntos”, lembrou Hank. “Ele era tão carinhoso, generoso e sábio. E ele me ajudou totalmente a ficar sóbrio. E eu realmente gostaria que ele pudesse, você sabe, ter encontrado em si mesmo para permanecer com a vida prateada de forma mais consistente.”

Ele continuou: “Mas é comovente para aqueles de nós que o amávamos e o conhecíamos muito bem, pessoalmente. Nós simplesmente sentimos falta dele. Nós simplesmente sentimos falta dele. É uma das coisas terríveis desta doença, ela simplesmente tira a pessoa que você ama.”

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.


×