Tudo que Taylor Swift causou no Brasil antes do primeiro show!

Por - 17/11/23

Taylor Swift e a "The Eras Tour" causaram bastante no Brasil, antes do primeiro show. (Reprodução/Globo)Taylor Swift e a "The Eras Tour" causaram bastante no Brasil, antes do primeiro show. (Reprodução/Globo)

Amando ou odiando, Taylor Swift é o nome que não sai da boca das pessoas. Parece que ela é nova no game da indústria musical, mas engana-se quem pensa assim! A cantora está por aí desde 2009 quando debutou com o primeiro álbum no country, o autointitulado “Taylor Swift”, com “Teadrops In My Guitar” e outros sucessos. O motivo dela ter se tornado o nome do momento? São muitos fatores!

De lá para cá ela mudou de gênero musical: Até 2012, com o aclamado “RED”, ela flertava com o pop aqui e ali, como em “I Knew You Were Trouble” e “We’re Never Ever Getting Back Together”. Depois, ela lançou o álbum de transição para o pop, o aclamado “1989” e depois daí, a ‘loirinha’ só cresceu. Ao levar um golpe de Scooter Braum, ela acabou regravando todo o seu catálogo e fazendo com que as músicas já conhecidas ganhassem uma “Taylor’s Version” com inéditas para integrar as gravações, as “From The Vault”. Faltando apenas as regravações do álbum homônimo e do “Reputation”, ela voltou a ser um dos maiores nomes do pop A-List.

Aqui no Brasil, ela pisou a última vez com a turnê do “RED”, 11 anos atrás, e depois agendou a turnê do Lover, mas a pandemia atrasou o reencontro dela com a América do Sul. Passado alguns anos, ela está de volta com sua maior tour: A “The Eras”. Na noite de 17 de novembro, ela dá start aos show do Rio de Janeiro e depois parte para São Paulo. O primeiro espetáculo ainda nem rolou, mas ela já está causando por aqui. E detalhe: Sem nem dar as caras publicamente!

You Belong With Me, Cristo!

Olha, não é muito fácil pegar uma das sete maravilhas do mundo e ganhar uma projeção. Os Swifities, conseguiram! O Padre Omar, responsável por fazer projeções especiais no monumento, recebeu muitos apelos. Inúmeros e incontáveis fãs invadiram seus comentários no Instagram até Eduardo Paes, o prefeito do Rio, confirmar que sim…. O Cristo ganharia uma camisa da Junior Jewels, a ‘chapa’ fictícia do clipe de “You Belong With Me”, do álbum Fearless.

Cristo recebe projeção especial dos Junior Jewels (Reprodução/Youtube/Rogério Coutinho/Globo)
Cristo recebe projeção especial dos Junior Jewels (Reprodução/Youtube/Rogério Coutinho/Globo)

Em contrapartida, ele fez uma gincana especial: Arrecadar 20 mil doações de água e panettone para o Natal. Além de, claro, doações em dinheiro para o dia 19 de novembro, dia para ser solidários aos mais necessitados. O valor arrecadado com a gincana foi de incríveis 200 mil reais, até o fechamento desta matéria.

Capa especial

A passagem de Taylor por aqui já é um sucesso comercial por si só, mas a Veja fez uma reportagem especial sobre a cantora. Ela não é só uma matéria dentro, mas também é a capa especial da semana. Segundo a reportagem, ela deve movimentar 400 milhões de reais com as 6 noites da “The Eras Tour” por aqui.

Taylor Swift é capa da revista Veja (Reprodução/Divulgação/Veja)
Taylor Swift é capa da revista Veja (Reprodução/Divulgação/Veja)

A polêmica análise

Qualquer que seja o fenômeno musical, artístico, o que for…. acaba dividindo opiniões. Afinal, não é todo mundo que vai se render aos pés de Taylor ou qualquer artista. Dito isto, o Twitter/X foi tomado por Swifties ao ser publicado uma matéria do G1, aonde a jornalista Carol Prado dá sua opinião embasada sobre a cantora de “Anti-Hero”. Ela na verdade analisa como a cantora ficou tão famosa e alcançou uma base de fãs enorme ao redor do mundo. Em um trecho que foi reproduzido diversas vezes, ela fala:

“Convenhamos: Taylor Swift não canta incrivelmente bem e as melodias dela são genéricas e desinteressantes. O que torna a loirinha tão especial é o talento pra contar histórias e transformar dilemas fúteis em música. E tá tudo bem.”

Carol Prado e sua análise polêmica sobre Taylor Swift (Reprodução/Twitter)
Carol Prado e sua análise polêmica sobre Taylor Swift (Reprodução/Twitter)

Acorda Menina!

Ela passou o dia na ‘penumbra’! Os fãs acompanharam com entusiasmo a chegada dela pelo jatinho especial que a trouxe até aqui. Mas, ela não deu muito as cara em nenhum lugar. A cantora ficou mais reclusa e foi descansar em seu hotel. Os fãs perceberam que ela saiu em um carro blindado e aguardaram pacientemente até ela chegar no hotel.

Durante a noite, se ela achou que ia receber muito calor do público brasileiro só no palco… se enganou. Os Swifties fizeram campana na frente do Fasano, em Ipanema, e começaram a cantar. No vídeo é possível ouvir eles entoando “Bad Blood”:

Sem entrevistas!

Na sua última vinda aqui, ela virou alguns memes ao passar pelo “Mais Você” e receber um Louro José de brinquedo, participar do programa “Eliana” com Paula Fernandes…. Mas, desta vez, segundo a Folha de São Paulo, ela não vai conceder entrevista para qualquer veículo. A cantora adotou o protocolo e não tem aberto muitas exceções para a imprensa, ficando mais reclusa. O veículo também revela que o time dela não autorizou a abertura do credenciamento de imprensa para a cobertura dos shows (17, 18 e 19 no Rio; 24, 25 e 26 em São Paulo).

---

Em formação no Jornalismo pela UMESP. Escreve sobre cultura pop, filmes, games, música, eventos e reality shows. Me encontre por aí nas redes: @eumuriloorocha