Após Larissa Manoela, Giovanna Chaves fala de mãe controlando o dinheiro

Por - 21/11/23 às 17:00

giovanna chaves falando da mãe controlando dinheiroFoto: Reprodução/Instagram @giovannachaves

Um dos casos que mais repercutiu esse ano foi de Larissa Manoela expondo todo o controle parental de seu patrimônio, com diversas entrevistas e declarações sendo feitas acerca do assunto e até uma quebra de relação entre a artista e seus pais.

Porém, uma colega de elenco da jovem atriz em “Cúmplices de Um Resgate”, do SBT, Giovanna Chaves, também se pronunciou recentemente sobre o assunto, afirmando que seu salário sustenta a mãe e que diversas dívidas forma feitas e gerou brigar entre ela e a mãe.

“Tenho nos últimos anos vivido um inferno na terra, e me tornado a pior pessoa do mundo com a pessoa que eu mais amo. Simplesmente por não aguentar viver mais assim, eu não aguento mais. Sempre falei sobre independência aqui, mas a verdade é que nunca tive”, desabafou a atriz de “A Infância de Romeu e Julieta”.

“Desde os 13 anos, quando comecei a trabalhar e meu pai foi embora, que sou responsável financeiramente por tudo. Meu pai nunca pagou pensão, mas deixou o apartamento que moramos. Minha mãe sempre trabalhou comigo. Foi responsável por gerir tudo, mas não fez isso da forma certa e hoje, apesar de 21 anos, não tenho acesso a nenhuma das minhas contas”, contou.

“Nem sei quanto ganho, só vou passando meu cartão, mas não tenho liberdade financeira nenhuma e peço permissão para tudo que faço. Não tenho dinheiro guardado, porque todos os trabalhos que fecho, o dinheiro custeia os gastos, ou era para assim ser feito, da minha família”, afirmou ela.

Dívidas

“Teve momentos difíceis que fiquei sem trabalho, e não tinha quase o que comer, e teve um mês que quem ‘ajudou’ foi o namorado da minha mãe, que esse daí prefiro nem entrar em detalhes, e hoje ele fez questão de jogar isso na minha cara”, continuou.

“Sem se lembrar que na pandemia, minha mãe fez esses investimentos errados por conta principalmente dele. De querer ajudá-lo, de querer viver seu conto de fadas ilusório. Por que ainda me choca o fato da minha mãe se cegar diante de um relacionamento tão abusivo? E como se 21 anos trabalhando e sem ver a cor do seu dinheiro não fosse suficiente, eu ainda tenho que aturar ele falando que me ‘sustentou’”, disse.

“O que acontece é que, além do meu dinheiro nunca ir para as coisas certas, minha mãe ainda fez uma dívida enorme no meu nome que eu nem consigo pagar. Imagina você trabalhar a vida toda e descobrir que não tem nada?”, lamentou.

Arrependimento e resolução

Porém, após postar isso tudo, Giovanna Chaves se arrependeu, voltou a atrás e apagou a publicação, afirmando ter conversado com sua mãe e se resolvido: “Oi, pessoal! Está tudo bem, eu conversei com a minha mãe e alinhamos um jeito de resolver. Hoje acabei sendo explosiva e falei muitas coisas sem pensar”.

“Minha mãe é a pessoa que mais amo no mundo, se vocês me acompanham e torcem por mim, entendam que tudo o que eu mais quero é ter a minha mãe e as pessoas que amo comigo. Tudo vai se resolver, eu amo a minha família e é só por isso que cheguei onde estou!”, disse.

Ainda, nesta terça-feira, 21 de novembro, ela voltou a falar d assunto, garantindo que está tudo resolvido: “Eu sei que vocês estão esperando algum tipo de pronunciamento, mas eu não tenho ainda o que falar, porque essas coisas burocráticas demoram e tudo vai ser feito da melhor forma possível. Como falei no meu post anterior, sei lá, uns dois dias atrás, falei que estava tudo bem entre eu e minha mãe. Realmente, está tudo bem”.

“Eu nunca vou brigar com a minha mãe. Quem me acompanha, quem vê tudo que eu posto aqui há anos, enfim, me viu crescer, sabe o meu respeito, sabe o carinho que tenho pela minha família, sabe que sempre fiz questão de enaltecer a minha mãe, falando que só cheguei aqui, só cheguei onde estava, por conta dela, porque ela é a maior guerreira que conheço, ela que sempre correu atrás de tudo e esteve do meu lado”, garantiu.

Decisões tomadas pelo limite

A artista continuou: “Acho que todo mundo acaba tomando algumas decisões erradas, principalmente em momentos de desespero, e a minha vida pessoal foi muito complicada desde que os meus pais se separaram e muita coisa aconteceu”.

“E, graças a Deus, tive meu trabalho para poder auxiliar em casa e ajudar da forma que pude. E, graças a Deus, também tive uma mãe que sempre me levou para teste, que sempre esteve do meu lado, para que a gente pudesse conseguir tudo que a gente construiu juntas”, falou.

“Então, quando vocês falam, tipo: ‘Ah, nossa, que mãe narcisista, que mãe isso…’, isso me fere muito, porque, gente, a pior coisa é você ouvir pessoas atacando a sua mãe, sabe? É horrível, não tenho palavras para descrever esse sentimento. E nunca terei raiva dela”, desabafou.

“Agora, com 21 anos e com toda essa exposição que aconteceu, porque obviamente cheguei no meu limite, o que tenho para falar é que as coisas vão mudar e vou poder ter uma noção melhor, ter mais clareza do que acontece, do que é feito, de onde vem, para onde vai, poder quitar as coisas que precisam ser quitadas e, com muita responsabilidade, fazer isso dar certo”, refletiu ela.

Virando a página

A jovem reforçou que leva um tempo para as coisas e ajeitarem: “Só que, como falei, as coisas não se resolvem do dia para a noite, tudo isso é um processo. E preciso muito da ajuda da minha mãe, para dar continuidade a tudo isso.”

“Sei que muitos de vocês devem estar falando assim: ‘Então, porque ela expôs?’ Porque, gente, não foram uma ou duas conversas, foram várias. Então, pensem: você a vida toda perguntar, questionar e nada acontecer”, apontou.

“Então, acho que isso foi bom, de certa forma, para todos os lados para essa questão chegar ao fim. E podemos, daqui em diante, ter um novo ciclo, virar a página. Peço um pouquinho de compreensão de vocês, não quero que isso vire um circo. A questão é: eu só queria colocar um ponto final em tudo”, concluiu Giovanna Chaves.

---

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×