BBB24: ‘Muito fácil julgar alguém pobre’, diz Gil sobre Davi

Por - 26/01/24 às 18:05

gil do vigor desabafado sobre viver na pobrezaFoto: Reprodução/Instagram @gildovigor

Davi vem sendo o maior alvo entro da casa do “BBB24”, da TV Globo, com boa parte dos participantes criticando o brother e rolando até mesmo uma movimentação para expulsá-lo do quarto em que está dormindo por parte de Wanessa Camargo e Yasmin Brunet.

Isso vem incomodando Gil do Vigor, um dos maiores participantes do “BBB21”, que sem citar nomes, fez um vídeo criticando a situação no reality show atual: “O que está acontecendo lá dentro um reflexo do que acontece aqui fora: pessoas nos julgando sem ter calçado nossos sapatos, nossos chinelos, entendeu?”.

“É muito fácil julgar alguém pobre, que lutou a vida inteira e trabalhou sem descanso, chamando-o de agressivo. Nós, muitas vezes, gritamos, e isso foi apontado no ‘Big Brother’. Me disseram: ‘Gil, você grita, dá medo’. Gritamos porque foi assim que aprendemos a nos expressar diante das adversidades”, explicou ele.

“’Ah, mas é falta de educação’. Imagina pegar três ônibus pra ir pra faculdade, chegar em casa meia-noite, tem que dormir três da madrugada para acordar às seis para ir trabalhar quase no domingo para tentar conseguir mudar de vida, porque desigualdade é tão grande que você faz o mesmo ou mais do que outros e você sempre tá atrás”, afirmou o economista.

Revolta por medo de falta de oportunidades

“Isso gera desespero e revolta, vontade de gritar. Mas infelizmente, quem nunca calçou o sapato do outro, nunca vai entender, apenas julga. O pobre é desesperado porque o pobre sabe que não tem oportunidade”, apontou o ex-BBB.

“A oportunidade quando chega para o pobre, ele fica desesperado, ele quer agarrar, que nem eu, porque eu sabia que talvez eu não tivesse outra, então o desespero faz com que a gente se passe mesmo, por medo da falta de oportunidades”, refletiu.

“Não dá para você esperar que um pobre que nunca teve chance, que quer mudar de vida, que quer mudar a vida da família, fique normalmente como sempre estivesse bem, maravilhosamente bem”, concluiu Gil do Vigor.

Educação financeira

Ele ainda prosseguiu: “E outra coisa sobre educação financeira: é muito fácil um monte de educador financeiro que nunca foi pobre falar assim: ‘Como eu saí de um real para um milhão’. É uma mentira! Porque ninguém vai colocar um real em investimento e vai ganhar em um ano, seis meses, um milhão”.

“Não é assim, gente! Você vai investir porque seu dinheirinho rendendo por um tempo, um pouco mais do que ele já seja, é bom demais para tu. Qualquer um real para o pobre já faz diferença. O investimento te dá a capacidade de entender seu consumo”, declarou o economista.

“Brasileiro hoje em dia não quer mais estudar, não quer ler livro, não quer ver vídeos longo, porque entramos em um sistema muito longe do ótimo, é a realidade. Então a gente às vezes tem que levar um choque de realidade na cara para entender as coisas”, falou ele.

“Vamos fazer acontecer, mas depende de você, não dá para ficar sentado e olhando Big Brother, vendo algo que acontece todo dia. Quer protestar, proteste, mas vamos estudar também! Vamos mostrar como a educação é o pior do cancelamento, porque ninguém cancela pobre somente na internet, somos cancelados todos os dias”, completou Gilberto Nogueira.

---

Tags: ,,,

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×