Paul McCartney guitarrista dos Beatles? Entenda essa história!

Por - 10/04/24 às 15:49

paul mccartney tocando piano e cantando em showFoto: Reprodução/Instagram @paulmccartney

Paul McCartney é um dos maiores nomes da música mundial, sendo baixista dos Beatles, mas muita gente não sabe que ele quase foi guitarrista solo! Isso foi revelado em um novo episódio do podcast do músico, intitulado “Paul McCartney: A Life in Lyrics”.

Paul McCartney defende Beyoncé após polêmica com regravação

No programa, lançado nessa terça-feira, 09 de abril, o artista contou que uma noite foi primordialmente modeladora de sua carreira. Primordialmente, ele era bom na guitarra quando “estava em casa”, e tia Mimi Smith, colega de banda de John Lennon, o elogiava como sendo “muito melhor do que John” tocando.

“Quando conheci John, ele tocava acordes de banjo. Ele não tocava guitarra, porque eu tive que mostrar a ele os acordes porque ele foi ensinado por sua mãe, e ela só conhecia acordes de banjo”, contou ele. Porém, mesmo com as aulas, Paul McCartney não foi guitarrista dos Beatles após uma noite em que eles tocaram num clube em Liverpool.

Receba as notícias de OFuxico no seu celular!

“Fizemos um show e foi a primeira coisa que toquei, e eu era o guitarrista principal. John era ‘ritmo’. Eu fiz um solo e congelei totalmente. Não consegui mover meus dedos… foi tão embaraçoso. Minha carreira como guitarrista derreteu naquele momento, e eu disse: ‘Bem, não vou fazer isso de novo. Eu não estou preparado para isso. Eu não sou bom”, declarou ele, em suma.

Vale ressaltar, entretanto, que Paul McCartney não disse a data em que a apresentação ocorreu, mas sites especializados em Beatles falam que teria sido por volta de 1957. Nessa época, tanto ele quanto John Lenn tocavam com os The Quarry Men, e ainda não haviam se tornado os Beatles.

Saiba como o baixo Perdido de Paul McCartney foi encontrado após décadas

Paul McCartney revelou composição favorita dos Beatles

Eventualmente, um dos episódios recentes do podcast, Paul McCartney revelou a compsoição dos Beatles favorita dele. De acordo com o músico, a canção está presente no disco “Revolver”, álbum de estúdio da banda de 1966. Foi o último projeto gravado antes da aposentadoria de apresentações ao vivo.

“Sempre me perguntam qual é a minha música favorita que já escrevi e eu nunca quero responder. Mas, se pressionado, eu diria ‘Here, There and Everywhere'”, afirmou ele, em síntese. Aliás, segundo ele, a faixa teve inspiração em artistas que seus pais escutavam quando ele ainda era uma criança, principalmente Fred Astaire.

Angélica e Luciano Huck tietaram Paul McCartney no camarim

Paul McCartney ainda contou como foi o processo de composição da música: “Eu costumava ir até a casa dele para uma sessão de composição, mas ele nem sempre estava acordado. Então muitas vezes eu tinha 20 minutos, meia hora, enquanto alguém o acordava”.

“Lembro de estar sentado à beira da piscina da sua casa em Weybridge, um subúrbio de golfe em Londres. Eu estava com meu violão, porque estava pronto para a sessão, então comecei algo. Foi muito bom e tranquilo. Assim, após John se levantar e tomar seu café, eu já teria algo para continuarmos”, concluiu ele, por fim.

Paul McCartney cumprimentou fãs ao chegar para show no Allianz

Tags:

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×