Taylor Swift: Fãs gringos pedem cancelamento de próximos shows

Por - 22/11/23 às 21:00

taylor swift tocando violão em showFoto: Reprodução/Instagram @taylorswift

O último final de semana foi bastante agitado e marcado por conta da passagem de Taylor Swift para realizar três apresentações da The Eras Tour no Rio de Janeiro, com uma fã chegando a morrer na hora do show após passar muito calor no local do evento, e água estar apenas à venda.

A notícia repercutiu mundialmente, com diversos veículos internacionais comentando o fato, como The Guardian, e por conta disso, os fãs gringos da cantora começaram um movimento nas redes sociais para que a loira cancele os shows que acontecerão em São Paulo neste final de semana.

O argumento deles é de que o Brasil não merece a Taylor, pela mesma estar supostamente endo maltratada em sua passagem no nosso território e que a segurança dela está ameaçada. A movimentação foi intitulada de “leave Brazil, now” (“deixe o Brasil, agora”).

“As pessoas estão planejando machucar A Taylor quando ela estiver pronta para deixar o Brasil. não sei muito, mas sei o suficiente para falar abertamente. por favor, certifique-se de que Taylor esteja segura e chegue em casa com segurança”, chegou a garantir um internauta internacional.

https://twitter.com/jxnathansrep/status/1726795204186030081

Porém, os fãs brasileiros já notaram a movimentação, e estão pedindo uma união nacional contra os ataques: “Ta todo mundo contra a gente! É nós por nós agora. A Taylor tá com a imagem limpa lá fora enquanto a gente tá sendo odiado, xingado, maltratado. É explícito a xenofobia e o descaso que eles tem com o nosso país! Se a gente não se apoiar agora, ninguém vai. Lutem!”.

Laudo de fã morta no show

Até o momento não havia confirmações da causa da morte da jovem Ana Benevides, fã que faleceu no show de Tyalor Swift, mas um laudo médico apontou que a fã sofreu pequenas hemorragias, como apontou o IML do Rio de Janeiro. Os exames toxicológicos e histopatológicos com previsão de 30 dias de espera. O laudo foi emitido e divulgado pela CNN.

Durante a exibição do resultado no jornal, a delegada responsável pelo caso explicou algumas causas para que a hemorragia interna fosse possível, apontando as fortes ondas de calor juntamente com a desidratação como um fator primário, mas que não se pode dizer com 100% de certeza que foi o calor, já que ainda faltam dois exames para serem liberados:

“Calor, insolação e desidratação são alguns desses fatores, mas sem o resultado dos exames, não temos como afirmar que seja isso. Agora é prematuro afirmar que a Ana Clara morreu por hipertermia (excesso de calor). Se tudo der negativo, poderemos chegar à conclusão de que foi por causa do calor”.

Tags:

Raphael Araujo Barboza é formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. OFuxico foi o primeiro lugar em que começou a trabalhar. Diariamente faz um pouco de tudo, mas tem como assuntos favoritos Super-Heróis e demais assuntos da Cultura Pop (séries, filmes, músicas) e tudo que envolva a Comunidade LGBTQIA+.


×