A Fazenda 15: Cezar Black chora, assume culpa e pede desculpas. Saiba tudo!

Por - 04/12/23

A Fazenda 15 - Cezar Black chorando

“Eu não tô conseguindo seguir e frente”. Foi com essa frase que Cezar Black resumiu seu momento no reality rural. Durante a dinâmica realizada na noite de domingo, 03 de Dezembro, o peão aproveitou o espaço para pedir perdão aos colegas de confinamento.

“Queria ter essa oportunidade de falar com vocês antes que eu saia. Eu sei que não haverá outra oportunidade de conseguir perdão para todos vocês”, começou o enfermeiro neonatal.

Chorando muito, o ex-participante do BBB23 assumiu que se sente culpado pela desistência de Lucas Souza, que tocou o sino no último dia 22 de novembro, após um sério embate com ele.

“Queria muito ter tido a chance de ter pedido perdão também para o Lucas, mas hoje ele não está com a gente. Aconteceram coisas que eu não me orgulho, tem dias que não consigo me olhar no espelho”, disse Black.

Eu precisava botar para fora isso, tem me consumido muito. Não tô conseguindo seguir em frente carregando esse peso dentro do meu coração”.

Cezar ainda dirigiu seu pedido de desculpas especialmente para Jaquelline e André Gonçalves.

“Queria pedir desculpa para a Jaque, por coisas que eu possa ter magoado… Para Lily, para a Márcia, muitas vezes a gente discutiu. Para o André, eu fiz brincadeiras sem graça que eu não tinha liberdade para fazer com você. Para a Nadja, pro Radá, pro Shay, pro Tom, para o W, Yuri… Para todo mundo que passou por aqui e se sentiu magoado por mim”, pediu ele.

O baiano continuou: “Eu queria poder, antes de sair, falar isso para vocês. Eu não tô conseguindo seguir com isso guardado no meu coração. Desculpa, não é nada de jogo. Isso tá me consumindo, e não tenho conseguido lidar sozinho com isso. Precisava liberar isso hoje”, desabafou Cezar Black.

Recalculando a rota

Muito fragilizado desde a eliminação de Kally, com quem teve um affair no jogo, Cezar Black disse que passou por situações ruins no reality anterior e por isso tentou mudar nesta nova oportunidade.

“Eu criei um mecanismo meu, que eu achava que era uma defesa, mas é como se fosse… Igual bicho, assim. Quando se sente acuado, ele, em vez de correr, vai e contra-ataca”, explicou Cezar.

“Sempre que alguma pessoa se posicionava contra mim, eu, erradamente achando que isso me pouparia de sofrer, tentava reagir à altura. Por algum tempo eu consegui separar o que é jogo do que é magoar pessoas, mas chegou dado momento que eu não consegui mais”, discursou.

“No jogo perigoso existe uma linha muito tênue entre você se posicionar e magoar. E vocês que estão comigo todos esses dias sabem que o programa exige que a gente se posicione todo tempo. Acabei me perdendo nisso e acabei magoando pessoas em pontos que eu nunca quis. Isso me magoa também”, afirmou o baiano.

Tags: ,

É jornalista formada pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa pela Estácio de Sá. Ela é nosso braço firme no Rio de Janeiro e integra a equipe de OFuxico desde 2003. @flaviacirino