Depoimento de Bruno de Luca é questionado por testemunhas; veja a comparação

Por - 10/09/23

Bruno de Luca (esquerda) e Kayky Brito (direita)

Após o atropelamento de Kayky Brito no sábado passado, dia 2 de setembro, o apresentador Bruno de Luca, que estava com o ator no dia do acidente, revelou que não sabia que o amigo estava machucado. Porém, outras pessoas que estavam no local contaram versões que questionam o depoimento do paulista.

Uma das testemunhas disse ao “Balanço Geral SP”, da Record TV, que Bruno deixou o local às pressas, assim que o acidente aconteceu. “Eu e minha amiga, sentadas, escutamos só a batida, a parte do acidente. Daí, atravessamos pra ver o que era. Quando a gente chegou lá, da parte que ele colocou a mão na cabeça, que ele ficou nervoso, eu não sei o que deu nele. Ele atravessou e saiu correndo. E sumiu”, contou.

Uma outra mulher, que estava junto com a primeira, confirmou a história: “Ele foi embora, e o Kayky ficou ali. A gente que socorreu ele, praticamente. Ele, como amigo, foi embora e não voltou nunca mais”. 

De acordo com a versão de Bruno, ele não sabia que o amigo era a vítima do acidente, que viu acontecendo. Ele acreditava que Kayky tinha atravessado a rua para pegar um Uber e voltado à casa dos pais, no Recreio dos Bandeirantes. 

As testemunhas ainda contaram que aquela não foi a primeira vez que Kayky tentou atravessar a rua e se colocou em perigo, e tentaram alertar Bruno sobre o perigo. “Um pouquinho antes, a minha amiga tinha falado com ele: ‘Em vez de você ficar me zoando, presta atenção no seu amigo, que tá atravessando a pista toda hora”, disse. Segundo ela, eles pareciam estar “muito loucos, doidos”. 

O apresentador também alega que o amigo não estava bêbado naquela noite.

Versão de Bruno de Luca

Na última quarta-feira, 6 de setembro, Bruno prestou depoimento e disse não saber descrever com clareza de detalhes o que realmente aconteceu, mas que Brito não estava bêbado e que tinha atravessado a rua para pegar um Uber e voltar à casa dos pais, no Recreio dos Bandeirantes.

Nas imagens de câmeras de segurança, é possível ver que ele vê o acidente e leva as mãos à cabeça, preocupado. O apresentador do Multishow disse que entrou em desespero ao ver a cena, “uma vez que tem pavor de acidentes”, e não foi ao local por “trauma”. 

Ele também disse que enviou uma mensagem de texto para o próprio Kayky ao acordar em casa no dia seguinte para comentar do acidente, pois achava que ele também teria presenciado e que alguém tinha morrido. Após não receber resposta do amigo, ele recebeu uma ligação da irmã de Kayky e, segundo ele, somente neste momento soube que a vítima era o seu amigo.