Mãe de Jéssica Canedo pede justiça pela morte da Filha

Por - 26/12/23 às 10:27

Mãe de Jéssica Canedo pede justiça para morte da FilhaReprodução TV Paranaíba

Jovem de 22 anos morreu após ser vítima de fake news publicada por perfis milionários no Instagram.

Inês Oliveira, mãe de Jéssica Canedo, falou publicamente pela primeira vez sobre a dolorosa perda de sua filha de 22 anos. Jéssica faleceu após ser erroneamente apontada como envolvimento do humorista Whindersson Nunes por perfis de fofoca no Instagram. Em uma entrevista ao “Cidade Alerta Minas”, da TV Paranaíba, afiliada à Record TV, Inês expressou seu luto e pediu justiça.

Relato emocionante de Inês Oliveira

Descrevendo os últimos dias de sua filha, Inês Oliveira compartilhou as dificuldades enfrentadas por Jéssica. “Ela chegava aqui chorando: ‘mamãe, pede pra eles pararem porque eu não estou aguentando. Faz alguma coisa, mamãe’. O que eu podia fazer? Eu só gravei um vídeo pedindo a eles, pelo amor de Deus, que parassem”, relembrou Inês, destacando o impacto devastador que a exposição teve sobre Jéssica.

O sofrimento silencioso de Jéssica

“A filha ficava deitada dentro daquele quarto direto. Todo mundo aqui é testemunha, os vizinhos, as irmandades que são da minha igreja”, contou Inês, descrevendo o isolamento e a luta de Jéssica contra a depressão. Ela criticou a crueldade das pessoas que espalharam rumores sobre a filha, ressaltando que Jéssica nem sequer tinha redes sociais.

Luta contra a depressão e falsas acusações

Inês revelou que Jéssica, recém-formada no Ensino Médio, já sofria de depressão há algum tempo. “A menina já estava com a cabeça ruim, gente, já estava doente. E essa aí encarrilhou a última mesmo”, disse Inês. Ela detalhou como a saúde mental de Jéssica deteriorou-se ainda mais após as falsas acusações e a pressão online, culminando em uma tragédia.

O sofrimento silencioso de Jéssica

A filha ficava deitada dentro daquele quarto direto. Todo mundo aqui é testemunha, os vizinhos, as irmandades que são da minha igreja”, contou Inês, descrevendo o isolamento e a luta de Jéssica contra a depressão. Ela criticou a crueldade das pessoas que espalharam rumores sobre a filha, ressaltando que Jéssica nem sequer tinha redes sociais.

A jovem foi vítima de ataques nas redes sociais, entre elas a página “Choquei” do Instagram que tem com mais de 21 mil de seguidores.

A publicação gerou uma avalanche de mensagens e ataques contra a Jéssica e ela não suportou a pressão.

Apelo por justiça e mudança

“Eu passava noites sem dormir, cuidando, vigiando para ela não fazer nada. E o povo massacrou ela”, desabafou Inês. Com a voz de uma mãe que sofreu uma perda irreparável, Inês concluiu pedindo por justiça: “Tudo que eu quero é que alguém faça justiça e mostre que tem Justiça nesse Brasil ainda, para que nenhuma mãe passe pelo que eu estou passando, essa dor de perder a sua filha dessa maneira. Isso é tudo que eu tenho a dizer”.

Despedida

O velório da jovem aconteceu na última sexta-feira, na cidade de Araguari. Já no sábado, o corpo de Jéssica foi encaminhado para um cemitério municipal, onde amigos e familiares puderam prestar as últimas homenagens a ela.

Idealizadora do site OFuxico, em 2000 segue como CEO e Diretora de Conteúdo do site. Formada em jornalismo pela Faculdade Casper Líbero, desde os anos 1980 trabalha na área do jornalismo de entretenimento. Apaixonada por novelas, séries, reality, cinema e estilo de vida dos famosos.


×