Emily Ratajkowski se sentiu desamparada durante sua separação

Por - 27/11/23 às 00:00 - Última Atualização: 26 novembro 2023

Emily RatajkowskiEmily Ratajkowski / Reprodução / Instagram /@emrata

Emily Ratajkowski está decidida a aportar seu grãozinho de areia em um assunto que, segundo ela, pouca gente fala e quase não existe literatura: o fracasso dos primeiros casamentos. A modelo de 32 anos revelou à “Vogue Austrália” que está pensando em escrever um livro sobre esse assunto, que ela mesma viveu em carne própria quando se separou do pai de seu filho Sylvester Apollo, de dois anos, Sebastian Bear-McClard.

Emily conta que notou que escrever sobre jovens divorciados parece “um tabu”: “Não acredito que não haja mais livros sobre o fracasso de primeiros casamentos. Li muita literatura sobre divórcio, mas tende a ser sobre famílias que terminam depois que os filhos crescem… Eu acho que muitas mulheres estão se divorciando em idades mais jovens, e isso é um grande tabu e há um grande estigma em torno disso”, justifica.

“O nosso mundo mudou muito porque as mulheres [estão trabalhando e] ganham, se não o mesmo salário, mais dinheiro do que os seus parceiros. E também carregam o fardo das responsabilidades emocionais e físicas, o trabalho em casa… o casamento nem sempre é um acordo tão justo como costumava ser, ou pelo menos como deveria ser. Não tenho certeza se algum dia foi um acordo justo, então não deveria ser vergonhoso para eles desistir desse acordo. Eu gostaria de escrever mais sobre isso”, afirmou.

Emily se separou do ator e produtor Sebastian, de 36 anos, em meio a alegações de que ele a traiu. Ela conta ainda, que aprendeu a dizer “não” aos homens e a expressar o que não gosta, mas admitiu: “Acho que uma parte de mim ainda tem medo deles.”

Em uma entrevista recente a modelo contou que não descarta começar um relacionamento com uma mulher, depois de não ter tanta sorte no amor com pessoas do sexo oposto.

“Eu adoraria [sair com uma mulher]. Estou esperando a pessoa certa aparecer. Eu sempre fui alguém que se sente mais atraída pela vibração do que por detalhes físicos, então às vezes isso me atinge aleatoriamente e fico tipo ‘uau, estou atraída por essa pessoa!’”, justificou.

Sobre ser uma pessoa famosa, Ratajkowski lamenta que isso seja um problema às vezes:

“Eu adoraria ter mais privacidade, mas também odeio quando as celebridades reclamam da falta dela. Definitivamente, é apenas parte do jogo… Mas não, quando as pessoas odeiam minha vida amorosa, não é legal. Me deixem viver. Eu já passei por algumas merd*s, então eu quero me divertir às vezes.”

Emily também confessou que já saiu com alguém que conheceu em um aplicativo de namoro: “Eu só tive um encontro em um aplicativo, mas foi com alguém com quem eu também tinha amigos em comum”, explicou, afirmando que está aberta a conhecer novas pessoas, seja de que maneira for.

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.


×