Pânico 7: Filme sofrerá mudança drástica após demissões e recusa de Neve Campbell

Por - 30/11/23

máscara do ghostface em pânico, scream

Após o caos nos bastidores de “Pânico 7”, por conta das demissões repentinas das protagonistas Melissa Barrera e Jena Ortega, e a recusa da volta de Neve Campbell como Sidney, a equipe de produção do longa agora enfrenta um novo desafio: o que fazer com o longa que estava prestes a ser gravado?

De acordo com a Variety, com as 3 opções de protagonistas fora de cogitação, os roteiristas James Vanderbilt e Guy Busick, que escreveram os dois últimos filmes, pensam na possibilidade de um remake ou reboot na franquia.

O remake exploraria as histórias já conhecidas nos primeiros filmes de “Pânico”, lançados na década de 90, com novos atores interpretando os personagens que já passaram pelas telonas, além de uma outra visão da história.

O reboot renovaria completamente o universo de “Pânico”, trazendo novos personagens, novos assassinos, mortes, apenas com a essência que conhecemos da franquia de terror slasher mais famosa do mundo.

Entenda a polêmica

Tudo começou após Melissa, que interpreta Sam no longa, filha do primeiro Ghostface, Billy Loomis, publicar em seu Instagram declarações a favor da Palestina e criticando ataques na Faixa de Gaza, chamando de “genocídio e limpeza étnica”.

“Gaza está sendo tratada atualmente como um campo de concentração. Deixar todos juntos em um canto sem onde ir, sem eletricidade e sem água… as pessoas não aprenderam nada com nossas histórias”, disse a atriz mexicana.

“E, assim como nossas histórias, as pessoas estão assistindo a isso de forma silenciosa. Isso é genocídio e limpeza étnica”, finalizou.

Demitida!

A produtora de “Pânico 7”, Spyglass Media Group, logo confirmou a demissão de Melissa por conta de suas palavras, justificando que ela teria sido “antissemita, incitado ódio, distorcido o holocausto, feito falsas referências a genocídio e etc”.

“A posição da Spyglass é absolutamente clara: não toleramos antissemitismo ou incitação ao ódio de qualquer forma, incluindo falsas referências a genocídio, limpeza étnica, distorção do Holocausto ou qualquer expressão que ultrapasse claramente os limites do discurso de ódio”, comunicou a empresa.

Jenna Ortega também sai do elenco

As gravações do próximo filme do Ghostface estavam próximas de começar, mas pelo visto vão ser adiadas. Logo após a demissão de Melissa, a produção perdeu outra protagonista: Jenna Ortega, a Tara, irmã de Sam.

Os primeiros rumores apontavam que Jenna se demitiu da produção em forma de apoio a amiga, mas logo foram desmentidos.

Pelo visto, a agenda de Jenna está lotada e ela não conseguirá focar nas gravações. Por conta da greve dos roteiristas, ela não conseguiu terminar de filmar “Beetlejuice 2”, além de ter contrato com a Netflix para estrelar a 2ª temporada de “Wandinha”, que começaram a gravar na Irlanda em abril do próximo ano, até o verão.

O bom filho à casa torna?

Com perdas importantes no elenco, a produção do filme teve que ‘se virar nos 30’ para encontrar novas ideias para o 7º filme. De acordo com a Variety, a primeira foi trazer Neve Campbell, a eterna Sidney, que protagonizou os 5 primeiros longas, de volta.

Mas, Mazzy PopStar já informou que a atriz negou prontamente o convite, afirmando que nunca havia “visto o 5 e o 6”, e por isso não teria tempo de “se atualizar”.