Demi Moore tranquiliza fãs ao comentar sobre a saúde de Bruce Willis

Por - 03/02/24 às 13:00

Demi Moore e Bruce Willis abraçados, sorrindoDemi More e Bruce Willis foram casados por 13 anos - Foto: Reprodução/ Instagram @demimoore

Demi Moore está promovendo sua nova série da Prime Video, “Feud: Capote vs. The Swans”, e durante entrevista a atriz foi questionada sobre o atual estado de saúde do ex-marido e pai de suas filhas, o ator Bruce Willis.

O astro de “Duro de Matar” está lutando contra a demência frontotemporal (DFT) – uma doença degenerativa, que causa mudanças comportamentais e dificuldades de comunicação.

Embora Bruce e Demi tenham se divorciado há mais de 20 anos, eles continuam próximos.

“Acho que, com base nos fatos, ele está indo muito bem”, disse Moore durante sua aparição no programa “Good Morning America”.

“O que direi é o que digo às minhas filhas, que é importante encontrá-los onde eles estão e não se apegar ao que não está”, disse Moore. “Porque há muita beleza, doçura, amor e alegria nisso.”

Moore e Willis se divorciaram em 2000 e têm três filhas: Rumor, Scout e Tallulah.

Desde então, o ex-casal continua compartilhando experiências familiares ao longo dos anos.

O ator está atualmente casado por mais de 16 anos com Emma Heming Willis, com quem divide duas filhas, Mabel e Evelyn.

Desabafo

Em novembro do ano passado, a mulher de Bruce Willis, Emma Heming Willis, se abriu em uma entrevista com Mariah Shriver, ao “Sunday Paper”, e confessou que se sente culpada em meio à batalha do ator por sua saúde.

Anteriormente Emma admitiu que se sente afortunada pelos “recursos” que dispõe durante um momento tão difícil, já que sabe que outras pessoas não tem a mesma sorte.

“Eu luto contra a culpa, sabendo que tenho recursos que outros não têm. Quando consigo sair para uma caminhada para clarear a cabeça, não percebo que nem todos os parceiros de cuidados podem fazer isso.”

“Sei que existem milhares de histórias não contadas e não ouvidas, cada uma delas merecedora de compaixão e preocupação”, desabafa.

Ela acrescentou: “Vejo que o que compartilho é importante para outras pessoas que podem estar passando por dificuldades e, de certa forma, faz com que se sintam vistas e compreendidas. Quero que as pessoas saibam que quando ouço falar de outra família afetada pela DFT, ouço a mesma história de dor, perda e imensa tristeza da nossa família ecoando na deles… É importante para mim ser uma defensora dessas famílias que não têm tempo, energia ou recursos para defenderem a si mesmas”, lamenta.

Ela explicou: “Nesse sentido tenho muito mais esperança hoje do que depois que Bruce foi diagnosticado pela primeira vez.”

Em conclusão ela afirmou que agora entende melhor a doença: “Estou conectada a uma incrível comunidade de apoio… Tenho esperança de ter encontrado um novo propósito – reconhecidamente um que eu nunca teria procurado – usando os holofotes para ajudar e capacitar outras pessoas”, afirmou.

Tags:

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.


×