Jamie Dornan reflete sobre o luto: ‘Fortalecido de várias maneiras’

Por - 01/01/24 às 21:50

Jamie DornanJamie Dornan / Reprodução / Instagram /@jamiedornan

Jamie Dornan deu uma entrevista à nova edição da revista “Radio Times” onde falou sobre seu processo de luto, e como se sente sendo um homem órfão, após perder a mãe aos 16 anos, e o pai, recentemente, por causa da Covid-19. O ator de “Cinquenta Tons de Cinza” confessa que vive com o luto há algum tempo, e relembrou que depois da mãe falecer de câncer, um ano depois, quatro de seus melhores amigos morreram em um acidente de carro.

Em 2021, ele mergulhou novamente na tristeza quando seu famoso pai ginecologista Jim Dornan faleceu aos 72 anos após ser acometido pela Covid, e Jamie falou sobre o impacto de perdê-lo:

“Meu primeiro pensamento foi que eu era órfão. É uma parte muito cotidiana da minha vida. Estou na sombra disso”, afirmou, acrescentando que teve que buscar força interior como forma de lidar com as “perdas terríveis”:

“Provavelmente experimentei mais do que a média e isso me fortaleceu de várias maneiras. Eu realmente acho que há algo que te encoraja quando você passa por uma perda como essa”, explica.

“Meu pai me disse quando minha mãe morreu: ‘Você não pode deixar que a morte de sua mãe seja o que define você.’ E tentei não fazer isso – embora internamente, acho que isso acontece de muitas maneiras diferentes”, comenta.

Mas felizmente ter sua própria família o transformou, e é o que lhe ajuda a seguir adiante. O ator está casado com a compositora de 41 anos, Amelia Warner e juntos eles tem três filhos.

Dando a Volta por Cima

Em uma entrevista antiga, Dornan relembrou a ajuda que teve de sua irmã, após todas essas fatalidades que experimentou na adolescência.

“A minha mãe morreu quando eu tinha 16 anos e isso, obviamente, mudou a minha vida, foi algo insano e horrendo”, lamentou. “Depois quatro amigos morreram em um acidente de carro quando eu tinha 17 anos. Foram alguns anos bem complicados e acho que ainda estou lidando com isso tudo até hoje, todos os dias”, contou ele.

Para lidar com a situação, Jamie disse que partiu para a bebida ainda muito jovem e se viu em um quadro de depressão quando participou de uma seleção de emprego e recebeu o diagnóstico.

“Eu passei a beber muito, qualquer coisa, e depois arrumei um trabalho nas férias e passei a beber ainda mais, o que não me levou a lugar nenhum. E eu jamais havia compreendido dessa forma, mas sim, eu estava deprimido”.

Em outro momento, o astro falou da ajuda que recebeu da irmã em 2001. Ela o incentivou a fazer um teste para uma série britânica chamada “Model Behaviour”, dando início assim à sua carreira de ator: “Ela viu esse anúncio e seria só alguma coisa para eu fazer que me tirasse de casa. Eu ia com um amigo, desisti e ele me convenceu. Aquela manhã mudou a minha vida”, relembrou.

Formada em Ciencias de la Comunicación (México), louca por gatos e fascinada com o mundo dos famosos. Feliz de ser parte do OFuxico desde 2000.


×