No Rancho Fundo: Saiba tudo sobre a história central

Por - 15/04/24 às 07:00 - Última Atualização: 14 abril 2024

Elenco da trama central de No Rancho FundoZefa, Tico, os filhos e agregados - Foto: TV Globo

Onde mora a riqueza da vida? Em “No Rancho Fundo”, comédia romântica criada e escrita por Mário Teixeira, com direção artística de Allan Fiterman, estará essa resposta. A nova novela das 18h destaca tramas que envolvem dois universos fictícios: Lasca Fogo e Lapão da Beirada, ambos no sertão do Cariri.

Receba as notícias de OFuxico no seu celular

Na distante Lasca Fogo estão as famílias Leonel Limoeiro, que tem Zefa Leonel (Andrea Beltrão) como matriarca, e a de Primo Cícero Rosalino (Haroldo Guimarães). Já na desenvolvida Lapão da Beirada está a maior parte dos personagens, a exemplo dos poderosos da região, como Quintino Ariosto (Eduardo Moscovis), e os egressos de Canta Pedra, cidade fictícia de “Mar do Sertão”’”, como Deodora (Debora Bloch).
 
De acordo com o autor, Mario Teixeira, esses dois universos buscam, com muita leveza e humor, retratar a família brasileira: “Essa novela é um retrato do nosso Brasil, que é tão grande. As famílias grandes são uma característica, salvo nos grandes centros”, explica ele, primeiramente.

Em seguida o autor ressalta: “Essa família é um pouco a nossa casa, é o que acontece dentro da casa da gente, são os dramas, são as questões familiares que a gente tem. Zefa Leonel e seu Tico Leonel, por exemplo, tiveram a grandeza de adotar uma série de crianças, algo comum no Nordeste. Esse elo familiar tem a ver com o nosso sonho de ver as coisas dando certo”, diz.

Allan Fitermanm, diretor da novela, afirma, entretanto, que “No Rancho Fundo” é uma fábula sertaneja: “É novela muito humana, uma história fabular e a família mais simples é a que tem mais valores e ética. São os valores dessa família que vão transcender a pobreza ou a riqueza”, define.

Elenco de No Rancho Fundo
Elenco de No Rancho Fundo – Foto: Roberto Filho/ Brazil News

No Rancho Fundo destaca estreantes

Larissa Bocchino, em sua estreia na TV aberta, dá vida a romântica Quinota, filha de Zefa Leonel (Andrea Beltrão). Para a atriz, a personagem é a realização de um sonho. Ela comemora as camadas da relação de sua personagem com a do Túlio Starling, que interpreta seu par romântico, Artur.

“É minha primeira novela e me sinto honrada, sobretudo, de estar com essa equipe unida, está sendo uma escola, a troca com os colegas é gratificante. O fato de estar na primeira novela por si só é encantamento. Túlio e eu somos de Belo Horizonte, fizemos os testes juntos, e foi super especial nos encontrarmos aprovados”, conta a protagonista.

“Estamos construindo essa relação que é muito humana, apesar da fábula, do melodrama do casal, do amor romântico e que vai lutar mundos e fundos para ficarem juntos. Tem camadas legais de trabalhar em cena, além do arquétipo do amor romântico que está no imaginário popular. Tem ódio, ciúmes, brigas, vamos humanizando os personagens e podemos surpreender o espectador. E criar identificação com o público, porque está realista”, destacou ela.

‘De Vicky e a Musa’ para ‘No Rancho Fundo’

A desilusão com o sedutor Marcelo Gouveia (José Loreto) e a descoberta do amor com Artur Ariosto (Túlio Starling) serão importantes para o amadurecimento de Quinota.

Segundo Túlio Starling, que se destacou na série “Vicky e a Musa”, o encontro dos dois tem os elementos de uma clássica história de amor.

“Tem uma aposta na doçura, que tem a ver com o gênero, com ser novela das seis, com fábula. Sem deixar de esconder o fogo, a paixão de dois jovens que estão se conhecendo e descobrindo a sexualidade e caindo nos conflitos humanos. O Artur é um homem na jornada de conhecer a própria fragilidade, uma experiencia tão negada à masculinidade na nossa sociedade patriarcal. Vamos construir um casal bem temperado”, reflete.

No Racho Fundo - Túlio Starling e Larissa Bocchino
Túlio Starling e Larissa Bocchino protagonizam a história – Foto: Roberto Filho/ Brazil News

Como inicia No Rancho Fundo

A história é conduzida pelos sonhos e amores de Quinota (Larissa Bocchino), a filha de Zefa Leonel (Andrea Beltrão). Pura e ingênua, ela não se dá conta dos riscos que corre ao se aproximar de Marcelo Gouveia (José Loreto), o galanteador da cidade. O que a moça pensa ser amor, na verdade, logo vai se revelar desilusão.

E nem a fúria da família Leonel, que acredita que Marcelo desonrou a jovem, fará com que ele se case com Quinota. Mas os ventos do sertão vão soprar e colocar uma nova paixão nos caminhos de Quinota: Artur Ariosto (Túlio Starling), o melhor amigo de Marcelo.

Um romance que terá que lidar com desafios ainda maiores após a descoberta da pedra preciosa que, para além do dinheiro, vai trazer de volta à vida de Quinota o mau-caráter Marcelo.

No começo da trama, o público vai poder acompanhar as dificuldades que a família Leonel Limoeiro enfrenta, mas nada é capaz de abalar a união dessa família e a esperança de que a situação vai melhorar.

Peripécias e deliciosas vilanias

Marcelo Gouveia (José Loreto) e Blandina (Luisa Arraes) vão atribular a vida dos apaixonados Quinota (Larissa Bocchino) e Artur (Túlio Starling). Loreto celebra o novo personagem: “Marcelo Gouveia é um vilão com carisma, sedutor, galanteador. Acho maravilhoso poder fazer isso. Meus últimos personagens tinham uma coisa de galante, mas ele é totalmente diferente. Nunca fiz nada parecido. Está sendo uma delícia e estou cheio de amigos incríveis do lado”, celebra.

Para encarar a vilã Blandina, Luisa Arraes teve inspirações: “Acho que Blandina tem muito de Deodora (Deborah Bloch), por exemplo. Chamei a Nina para ir a Recife, ficamos lá com minha família pra mergulhar nesse universo e estabelecer essa ligação das personagens, muito complexas. Ela é ambiciosa, humana. Rouba a Dracena, mas ama essa amiga”, revela. 

Atores comemoram

A velha conhecida de Canta Pedra, Deodora (Debora Bloch), e o avarento Ariosto (Eduardo Moscovis) completam, com Marcelo e Blandina, o quarteto que deve movimentar a história com suas vilanias.

“Ela vem tentando se recuperar na vida, dona do cabaré, sócia de Vespertino (Thardelly Lima), com quem ela já fazia uma dupla de trambiqueiros em ‘Mar do Sertão’. Agora Deodora é mais amarga e má, ruim mesmo e volta com recalque, amargura de ter perdido o seu lugar de mulher de coronel, de privilégios, de toda riqueza. Ela vem com tudo para querer ficar rica de novo, só pensa em dinheiro, ela é horrível.

Além de Vespertino (Thardelly Lima), outro com quem Deodora poderá contar é o mau-caráter Jordão, personagem de Alejandro Claveaux. No Cabaré Voltagem, administrado pela personagem de Debora Bloch, também estão as meninas Lola (Natascha Falcão) e Blanchette (Vitória Rodrigues).
 
De volta à faixa das seis, Eduardo Moscovis celebrou: “Fiquei surpreso com o primeiro encontro com o elenco, a qualidade e o nível dos atores. Fiquei encantado. Estou amarradão com esse personagem avarento, mal-humorado, mal-amado, ressequido. Acho que vai ser o personagem mais chato da novela, porque ele tem um mood, uma aura de resmungão”, disse o ator.

Tags: ,

É jornalista formada pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa pela Estácio de Sá. Ela é nosso braço firme no Rio de Janeiro e integra a equipe de OFuxico desde 2003. @flaviacirino


×